Cerca de 600 famílias ocupam mais um latifúndio no Mato Grosso

Os mais de 2.186 hectares pertencem ao Grupo Agropecuária Vale Rico Ltda. Segundo os Sem Terra, a área apresenta irregularidades de títulos e diversos problemas ambientais

Cerca de 600 famílias Sem Terra ocuparam na manhã dessa segunda-feira (13) a Fazenda Nossa Senhora Aparecida, no município de Jaciara, em Mato Grosso (a 144 km de Cuiabá).

Os mais de 2.186 hectares pertencem ao Grupo Agropecuária Vale Rico Ltda. Segundo os Sem Terra, a área apresenta irregularidades de títulos e diversos problemas ambientais, e pedem sua desapropriação para fins de Reforma Agrária.

As famílias que participaram da ocupação são oriundas de diversos municípios da região sul do Estado, como Campo Verde, Jaciara, Juscimeira, Dom Aquino e demais distritos vizinhos.

Para as lideranças do MST, a ocupação é fruto da concentração fundiária e da riqueza do Estado, somado ao desemprego que avança sobre os trabalhadores.

De acordo com a direção estadual do Movimento, os trabalhadores se põem em luta por terra, trabalho e dignidade.

“A luta pela terra sempre fez parte da história do povo brasileiro desde a ocupação do Brasil, quando os nobres portugueses desconsideraram completamente os povos indígenas que habitavam esse imenso continente”, diz um trecho da nota.

Mato Grosso é um dos estados com maior índice de concentração fundiária, o que acarreta diversos problemas sociais e ambientais. Por isso, também é um estado com forte luta pela terra.

A ocupação contou com o apoio de lideranças várias entidades sindicais e outros movimentos sociais.

Fonte: MST

Deixe um comentário