Bancos prometem agilizar financiamentos do Plano Safra, diz Kátia Abreu

Representantes de bancos públicos e privados participaram de reunião ontem (25) com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, e se comprometeram a prestar contas, todos os meses, sobre o movimento de liberação de recursos para custeio da safra agrícola 2015/2016.

Com apoio de produtores rurais convidados para o encontro, a ministra cobrou dos representantes dos bancos mais agilidade na contratação e liberação do financiamento. “O mais difícil nós temos, que é o dinheiro”, disse a ministra, pois o aumento de recursos do Plano Safra atual “traz certa tranquilidade” para o setor.

De acordo com Kátia Abreu, a reunião foi motivada por queixas de produtores quanto ao nível de exigências dos bancos para contratar empréstimos, das taxas de juros elevadas e pela venda casada de títulos de capitalização no financiamento.

A ministra disse que a venda casada não será mais cobrada e que isso será verificado na reunião de monitoramento, agendada para o final de setembro.

Os recursos anunciados no início de julho somam R$ 187,7 bilhões para custeio, financiamento e comercialização da safra agrícola e pecuária 2015/2016: R$ 147,5 bilhões para custeio das lavouras e comercialização, R$ 38,2 bilhões para investimento e R$ 2 bilhões para estocagem de álcool.

Dos recursos para custeio e comercialização, R$ 94,5 bilhões serão liberados a juros controlados – 7,75% para produtores de porte médio e 8,75% para grandes produtores – e R$ 53 bilhões a juros livres.

Por: Stênio Ribeiro
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Aécio Amado

Deixe um comentário