Unemat abre inscrições para mestrado em Biodiversidade e Agroecossistemas Amazônico

Inscrições devem ser feitas entre os dias 3 e 7 de agosto na Secretaria do Programa de Pós-graduação, no campus de alta Floresta.

Estão abertas, a partir desta segunda-feira (03), as inscrições para o Mestrado em Biodiversidade e Agroecossistemas Amazônico pela Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat). Segundo o edital serão ofertadas duas vagas, uma em cada linha de pesquisa: Diversidade Biológica e Agrossistemas Amazônicos que serão preenchidos pelos candidatos conforme disponibilidade do Orientador.

De acordo com o edital, podem concorrer às vagas candidatos com diploma de graduação, comprovante de conclusão ou declaração de possível formando em Ciências Biológicas, Agronomia, engenharia Florestal, Engenharia Ambiental, engenharia Agrícola, Engenharia Sanitária, Zootecnia, Farmácia, Veterinária, Geografia, Física, Matemática, Geologia, Química, ou áreas afins com as Ciências Ambientais.

As inscrições devem ser feitas entre os dias 3 e 7 de agosto na Secretaria do Programa de Pós-graduação do Mestrado em Biodiversidade e agroecossistemas Amazônicos, no campus de alta Floresta, das 7h30 as 11h30 e das 13h30 Às 17h30.

Também será possível encaminhar a documentação digitalizada para e-mail ppgbioagro@unemat.br e enviar os originais através dos Correios por meio de Sedex. A taxa de inscrição de R$ 100 deverá ser depositada até o dia 7 de agosto. As inscrições somente serão confirmadas mediante pagamento.

O curso do mestrado é credenciado pela Coordenação de Pessoal de Aperfeiçoamento de Nível Superior (Capes), está sediado no campus de Alta Floresta e tem duração de 24 meses. Os candidatos concorrem às vagas por Orientador e os aprovados deverão realizar seus trabalhos de dissertação no campus em que seu Orientador estiver lotado como prevê o Edital 001/2015/PPGBioAgro.

Os candidatos selecionados farão as matrículas no dia 25 de agosto e o início das atividades do Mestrado está previsto para o mês de setembro de 2015.

Fonte: Olhar Direto

Deixe um comentário