Vereador joga microfone em colega durante sessão na Câmara de Buritis (RO)

Uma discussão entre vereadores na Câmara de Buritis (RO), localizada no Vale do Jamari, acabou em agressão nessa segunda-feira (17). Durante a sessão, o vereador Adalton César Catrinque (PR) jogou o microfone no colega José Borges (PMDB), depois que ele o chamou de covarde durante discurso na tribuna.

As agressões foram filmadas. No vídeo, Borges aparece na tribuna discursando sobre arquivamento da denúncia de cassação contra o prefeito Antônio Correa de Lima (PMDB), feito pela Câmara na semana passada, e diz que o vereador é covarde.

“É muito fácil. Vou assumir a responsabilidade para fazer [reabrir o processo de cassação contra o prefeito], mas vossa excelência é covarde”, disse

Em seguida, Catrinque, que está do lado oposto, pega o microfone da mesa e arremessa contra Borges.

Após jogar o microfone, Catrinque foi retirado do local pela Polícia Militar. Segundo a Câmara, ele não chegou a ser detido e, depois que se acalmou, voltou ao plenário.

A confusão foi vaiada pelo público que estava nas galerias da câmara acompanhando a sessão.

Durante a sessão também ocorreu outro tumulto. Grupo de moradores de Buritis protestou contra a decisão da câmara em arquivar a denúncia de cassação contra o prefeito e seis vereadores.

Eles foram denunciados pelo MPE (Ministério Público Estadual) após a operação Perfídia, que descobriu suposto esquema de pagamentos da prefeitura a vereadores para aprovação de projetos e obras executadas pelas secretarias de Obras e de Educação, Cultura e Esporte.

Segundo o MPE, o esquema já teria desviado R$ 5 milhões dos cofres municipais entre 2013 e 2014.

O UOL entrou em contato com a Câmara de Vereadores de Buritis nesta terça-feira, mas os dois vereadores não estavam. A câmara informou que o gabinete de Catrinque estava fechado porque ele está sem assessor.

No gabinete de José Borges não havia ninguém porque hoje não é dia de sessão ordinária.

A câmara informou que não ia comentar sobre a briga entre os vereadores e afirmou que a mesa diretora vai aceitar uma nova denúncia de cassação contra o mandato do prefeito.

A reportagem entrou em contato com o prefeito, que negou o envolvimento no esquema. O prefeito disse ainda que nunca participou ou apoiou atos de corrupção.

Por: Aliny Gama
Fonte: UOL Notícias

Deixe um comentário