Amazônia Cabo inicia processo de inclusão no Google Maps Business View

Redações do Amazon Sat, CBN Amazônia e Portal Amazônia poderão ser visitadas em tour virtual

RTEmagicC_google-business-foto-clarissa-bacellar.jpg
Foto: Clarissa Bacellar/Portal Amazônia

Que tal visitar as instalações do grupo Amazônia Cabo e conhecer as redações do canal Amazon Sat, rádio CBN Amazônia e do Portal Amazônia? Em breve será possível conhecer as empresas do grupo por meio de um tour virtual no Google Maps Business View. Na manhã deste sábado (19), a equipe do Studio Chicre realizou a captação de imagens em diversos departamentos da empresa, como o Studio Glass, o Parque de Antenas e as redações jornalísticas de todo grupo em Manaus.

Para o gerente de estratégias digitais Luiz Eduardo Leal, esta é uma ferramenta que ajuda a empresa na divulgação de seus núcleos e aproxima os telespectadores, ouvintes e internautas. “As pessoas tem curiosidade de como é um canal de televisão ou uma redação. Então vamos mostrar os lugares públicos, como as redações do Portal e da CBN”, justificou.

Google Business View

Novo serviço do Google no Brasil, o Google Maps Business View é uma plataforma que permite que donos de estabelecimentos comerciais criem passeios de 360º com o uso da mesma tecnologia do Street View.

O internauta faz um passeio completo pela empresa, sem precisar agendar visita física. Em Manaus, a empresa autorizada a captar as imagens para o sistema de visualização é o Studio Chicre. “Realizamos esse trabalho desde janeiro deste ano. Fazemos essas fotos e elas vão passar por uma moderação dos especialistas do Google para avaliar se estão ‘ok’. Dependendo da quantidade de pontos fotografados, conseguimos liberar a visualização em uma semana”, explicou a sócia-proprietária do Studio Chicre, Larissa Chicre.

O procedimento é feito com a captação de fotografias de todas as instalações detalhadamente, para realizar o passeio de 360°, onde o internauta consegue conhecer o local. “Esse é um serviço totalmente compatível com diversas plataformas, pois você abre no celular, tablet, notebook, e vê com riqueza de detalhes”, contou.

Por: Clarissa Bacellar
Fonte: Portal Amazônia

Deixe um comentário