Ministérios estudam mudanças no Plano ABC

Conclusão das discussões deve acontecer nas últimas semanas de setembro

O governo federal está estudando mudanças para o Plano de Agricultura de Baixo Carbono (ABC), que tem revisão prevista para 2015. De acordo com Carlos Alberto Costa, chefe do Departamento de Gestão do Crédito Rural do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), as tentativas de aprimoramento no Plano ABC estão sendo mantidas com os ministérios. A conclusão das rodadas de discussão deve acontecer nas últimas semanas de setembro.

Todos os planos setoriais que integram a Política Nacional de Mudanças Climáticas (PNMC), como o Plano ABC, devem ser revisados em períodos regulares de até dois anos, para que continuem de acordo com as demandas da sociedade.

Em junho deste ano, o Observatório ABC entregou a ministros e outras autoridades responsáveis pela política climática brasileira, um documento contendo propostas para a revisão do ABC. O documento ressalta, entre outras demandas, a necessidade de monitorar os resultados alcançados pelo Programa ABC, linha de crédito que financia as tecnologias do ABC, em termos de reduções das emissões dos gases do efeito estufa.

Segundo Elvison Nunes Ramos, Fiscal Federal Agropecuário e Coordenador de Manejo Sustentável do Ministério da Agricultura (Mapa), o monitoramento do Plano ABC está entre as preocupações do governo. Ele afirmou que o Ministério do Meio Ambiente (MMA) está trabalhando propostas de monitoramento e que o Mapa está alinhado a essa iniciativa. “A proposta deve estar em mãos em meados do segundo semestre”, confirmou.

Ramos disse, ainda, que o aprimoramento do Plano ABC deverá ser focado em capacitação de analistas bancários, produtores e extensionistas rurais, mas que esse será um processo lento. “O Plano ABC é muito novo e sua implementação, por si só, já é difícil. É um processo que demora no mínimo três anos para verificar resultados significantes”. Segundo Ramos, trazer o conhecimento dos produtores para tecnologias ABC é o grande desafio.

Veja o documento de propostas para a revisão do Plano ABC

Fonte: Observatório ABC

Deixe um comentário