Comunidades indígenas de Humaitá discutem demandas durante visita do MPF/AM

Reuniões trataram de temas diversos como regras de turismo nas terras indígenas, melhorias na educação e na saúde indígena

Comunidades indígenas do município de Humaitá (a 590 quilômetros de Manaus) receberam a visita de representantes do Ministério Público Federal no Amazonas (MPF/AM) na última semana (de 25 a 27 de abril) e apresentaram uma série de demandas por melhorias na saúde e na educação indígena oferecidas às diversas etnias da região. Os relatos apontaram, entre outras situações, problemas no transporte escolar e inadequações das instalações às necessidades regionais. Foram visitadas aldeias dos povos Tenharin, Jiahui e Parintintin.

O ordenamento do turismo em terras indígenas como fonte de renda para as comunidades também entrou na pauta de discussões. Outras questões ligadas à segurança da população que vive nas aldeias à margem da BR-230 (rodovia Transamazônica), como instalação de lombadas em áreas próximas às escolas e recuperação de ramais que dão acesso às sedes de comunidades foram tratadas como encaminhamentos do encontro, diante da presença de representantes da Prefeitura de Humaitá e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

A equipe do MPF/AM seguirá viagem, nesta quarta-feira (4) para novas reuniões com indígenas e ribeirinhos que vivem na região do distrito de Auxiliadora, nos dias 5 e 6 de maio, na confluência entre o rio Marmelos e rio Madeira, divisa dos municípios de Humaitá e Manicoré, sul do Amazonas.

Fonte: MPF

Deixe um comentário