Lideranças debatem rumos para Bolsa Floresta no AM

Mais de 60 lideranças iniciaram ontem (9) a 16ª edição do Encontro de Lideranças Representantes de Associações das Unidades de Conservação do Programa Bolsa Floresta. O evento é realizado na sede da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), em Manaus, e tem como objetivo avaliar e aprimorar a estratégia e metodologia de implementação do Bolsa Floresta, empoderando e qualifi cando os líderes.

Participaram da abertura do evento o superintendente geral da FAS, Virgílio Viana, o secretário-executivo da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Luiz Henrique Piva, a diretora presidente do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Ana Aleixo, e o diretor de crédito da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), Marcos Paulo Vale.

Para o superintendente geral da FAS, o evento é essencial por defi nir os próximos passos das ações nas unidades de conservação. “Com o Encontro, todos os líderes têm oportunidade de falar sobre os desafi os nas comunidades e dialogar com vários atores da sociedade, já que contamos com a presença de várias instituições que atuam junto às Unidades de Conservação.

Isto é essencial para que a voz do ribeirinho, que é o protagonista no desenvolvimento sustentável, seja ouvida”, destacou Viana.

O secretário-executivo da Sema ressaltou a importância das capacitações que aprimoram a gestão das associações comunitárias. “A FAS aprovou um novo projeto voltado às unidades de conservação com o Fundo Amazônia, e nós na secretaria sabemos a seriedade de instituições como esta. Por isso, consideramos a agenda deste encontro de extrema importância para que os comunitários entendam o seu papel e apoiem o projeto”, disse.

Programação

O empreendedorismo foi a pauta do primeiro dia do encontro de lideranças. As atividades promovem um levantamento dos princípios que unem os negócios que melhoram a qualidade de vida e promovem a conservação ambiental dentro das UC, benefi ciadas pelo Bolsa Floresta, além de identifi car os passos mais importantes de apoio ao empreendedor ribeirinho. Convidados de diferentes instituições, como o Impact Hub Manaus, Global Canopy Programme (GCP), Sitawi e Broota, participam para trocar experiências com os ribeirinhos.

Na terça-feira (10), será debatida a importância das prestações de conta para a gestão das associações, indicadores de gestão para as Associações, elaboração de projetos e a sustentabilidade das associações, avanços e lições aprendidas no período 2010-2015 sobre o olhar das lideranças e da FAS e o Projeto Fundo Amazônia.

O empoderamento comunitário é o foco do terceiro dia de evento. Durante a tarde, será realizado um Papo Sustentável, evento aberto ao público, com o tema “Investimentos dos recursos de Pesquisa e Desenvolvimento para a diversifi cação da economia do Amazonas”. O debate contará com a presença do presidente do Conselho de Administração da FAS, Benjamin Sicsu, e do reitor da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Cleinaldo Costa.

Com o apoio do Bradesco, o quarto dia terá capacitações em educação fi nanceira.

Já o último dia do evento, a sexta-feira (13), contará com a presença do secretário de Educação do Amazonas, Rossieli Soares, e do vice-presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), Belarmino Lins. Eles debaterão com os comunitários sobre os desafios para o aprimoramento de políticas públicas na educação e no desenvolvimento de comunidades ribeirinhas do Amazonas.

O evento conta com apoio da Sema, patrocínio do Bradesco, Fundo Amazônia/BNDES, Coca-Cola Brasil, e apoio do Fundo Newton, British Council e Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Fonte: Amazonas em Tempo

Deixe um comentário