Projeto Olhos da Floresta chega para fortalecer a agricultura familiar e a cadeia do guaraná, no Amazonas

O IMAFLORA e a Coca Cola Brasil lançaram hoje, em Presidente Figueiredo, no Amazonas, o projeto Olhos da Floresta, que visa fomentar a agricultura familiar e a cadeia do guaraná na região, criando oportunidades de inclusão social, geração de renda e uso racional dos recursos naturais. Entre as iniciativas, o programa dará aos agricultores familiares apoio técnico para adotar os Sistemas Agroflorestais (SAFs), modelo alternativo de produção que combina culturas agrícolas e espécies florestais em um mesmo espaço, o que transforma áreas degradadas em férteis.

Haverá ainda a verificação da cadeia do guaraná a partir do controle e rastreabilidade ao longo de todo o processo . A intenção é que com o aumento da capacitação técnica, com o tempo, esses agricultores possam agregar valor à produção, podendo até pleitear a certificação que atestará a adoção de controle e rastreabilidade ao longo de toda a cadeia, do plantio até o produto final.

Para os agricultores, o programa aumenta a geração de renda ao diminuir a dependência de uma só cultura, permitindo sua permanência no campo a longo prazo. E, para o meio ambiente, faz com que a biodiversidade, tanto da fauna quanto da flora, aumente imediatamente. Até 2020, serão beneficiadas 350 famílias amazonenses que produzem o guaraná.

Sobre o IMAFLORA

O Imaflora – Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola – é uma Organização Não Governamental, sem fins lucrativos, que trabalha para promover a conservação e o uso sustentável dos recursos naturais e para gerar benefícios sociais nos setores florestal e agropecuário. Com atuação nacional e participação em fóruns internacionais, foi fundado em 1995 e tem sede em Piracicaba, interior de São Paulo. O Imaflora atua no município por meio do projeto Piracicaba Sustentável. O Piracicaba Sustentável busca fortalecer e capacitar a sociedade, para que possa participar das políticas públicas locais. Saiba mais em www.imaflora.org

Fonte: Imaflora

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*