Amazônia: castanheiras podem indicar ocupação humana no passado

Estudo pretende mapear e relacionar concentração das árvores com ocupações humanas no período pré-colonial

O Tarde Nacional desta sexta-feira (10) falou de uma pesquisa sobre as castanheiras na Amazônia e sua relação com ocupações humanas. O entrevistado foi o Doutor em Ecologia pelo INPA e Professor Adjunto da Universidade Federal do Oeste do Pará, Ricardo Scoles.

O professor explicou que a castanheira é detentora de informações valiosas do passado da Amazônia por um motivo: sua propagação depende da ação humana, já que apenas o homem e a cotia são capazes de quebrar a casca dura que reveste as sementes da árvore.

Isso significa que locais com alta concentração de castanheiras provavelmente foram ocupados por povos no passado. Scoles acredita que isso pode indicar que os povos indígenas da Amazônia já realizavam atividades de manejo antes mesmo da ocupação europeia.

Quer saber mais? Então clique no player acima e ouça a entrevista na íntegra!

Apresentação: Juliana Maya
Fonte: Rádio Nacional da Amazônia/ EBC

Deixe um comentário