Batalhão Ambiental desarticula galpão de madeira ilegal em Rio Branco

O Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) desarticulou um galpão de madeira ilegal em Rio Branco na manhã desta quarta-feira, 20. O armazém continha 8,8 metros cúbicos de castanheira, espécie protegida por causa da importância socioeconômica de seus frutos para as comunidades tradicionais da Amazônia e por seu papel na manutenção da floresta em pé.

O deposito foi embargado pelo Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), e o proprietário, autuado após prestar esclarecimentos na delegacia. A ação foi fruto de denúncia dos moradores. O responsável foi multado e vai responder ao crime ambiental em liberdade.

As operações de fiscalização dos órgãos ambientais estão sendo promovidas em todo o estado. Além das visitas diárias das equipes, o monitoramento também é feito por satélites. A partir da próxima semana, as ações de prevenção, combate e controle ao desmatamento ilegal e queimadas também serão feitas por via área.

O comandante do BPA, Carlos Augusto Negreiros, observa que, por se tratar de uma espécie protegida por lei, a pena do autor da infração é aumentada e as consequências são bem maiores

Fonte: O Rio Branco

Deixe um comentário