MT: Fogo prejudica visibilidade

Os focos de incêndios registrados ao longo das margens da Rodovia Emanuel Pinheiro, MT-251, que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães (67 Km da capital), estão comprometendo a visibilidade dos motoristas que trafegam pelo local. Segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), responsável pela preservação do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, os incêndios atingiram agora uma vegeta- ção mais densa na área o que tem influenciado no aumento da fumaça ao longo da rodovia.

A partir de hoje está prevista a chegada de mais brigadistas vindos da Estação Ecológica de Taiamã e do Parque Nacional do Pantanal Mato-grossense para auxiliar no combate aos incêndios no parque, e a visitação no Véu de Noiva está fechada, pois o local abrigará as equipes externas, viaturas e equipamentos.

Imagens de satélite indicam que foram atingidos, até o momento, 1.200 hectares no interior do parque.

A orientação dada pela coordenação da brigada do parque é para que os motoristas que trafegam pela MT-251 tenham cautela redobrada, por conta da fumaça concentrada, e também por causa da presença de brigadistas na pista.

Além das atividades de combate direto ao fogo, o monitoramento das áreas atingidas e da MT-251 continua, com pessoal destacado em bases fixas e móveis.

As equipes estão divididas em duas frentes de trabalho, uma combatendo o lado direito nas proximidades da MT-251 e outra combatendo o incêndio próximo à margem esquerda do Rio Paciência. Na tarde de terça-feira (2), as chamas atingiram o Portão do Inferno e as margens da rodovia. Segundo a coordenação do parque, os brigadistas precisaram interromper o trânsito para garantir a segurança dos motoristas e realizar o combate. O trabalho impediu que o fogo atravessasse a rodovia, alcançando o paredão.

Além dos brigadistas do parque, o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso, servidores da coordenação regional do ICMBio e voluntários também participam da operação. O Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Chapada dos Guimarães (DTCEA-GI), também emprestou equipamentos de combate ao fogo.

HISTÓRICO

Os incêndios no entorno e no interior do Parque começaram a aparecer em meados de julho, a maioria às margens da MT-251.

Na semana passada dois incêndios foram combatidos por brigadistas e bombeiros, sendo controlados em 27/7. No dia 31/7 dois novos incêndios tiveram iní- cio, sendo um prontamente controlado e outro ainda em combate.

Fonte: A Gazeta

Deixe um comentário