Unidade de tratamento de Belém transforma chorume em água

Demonstração da técnica ocorre na quarta, 24, em Marituba. Mais de 70.000 litros de água podem ser reutilizados por dia.

Unidade de tratamento de Belém transforma chorume em água (Foto: Divulgação)
Unidade de tratamento de Belém transforma chorume em água (Foto: Divulgação)

A Central de Processamento e Tratamento de Resíduos (CPTR) da região metropolitana de Belém fará a primeira mostra técnica da “Osmose Reversa”, prática que transforma chorume em água de reuso. A demonstração ocorre na quarta-feira (24), a partir das 9h, na sede da Unidade em Marituba.

A “Osmose Reversa” é uma tecnologia alemã que utiliza membranas filtrantes nanométricas capazes de separar o líquido em duas faces. Regulamentado pelos órgãos competentes e certificadores, a metodologia age como uma barreira seletiva na passagem de moléculas pequenas, retendo todos os sais dissolvidos e produtos orgânicos.

“O equipamento para este processo é composto basicamente por vasos de pressão tubulares contendo em seu interior as membranas filtrantes”, explica o engenheiro Lucas Pinheiro.

Desta forma, o líquido é circulado com o auxílio de bombas de alta pressão, suficientes para vencer o potencial osmótico, que remete ao nome da tecnologia, invertendo o fluxo natural do líquido do meio menos para o mais concentrado.

Ao todo, a central consegue reutilizar mais de 70.000 litros de água por dia. “Num cenário onde a valorização da água ainda é precisa de maior conscientização, conseguir fazer reuso de algo que é considerado um grande passivo e não iria servir mais para nada é de grande valia para a população e o meio ambiente”, Ressalta Lucas.

Fonte: G1

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.