Associação de mulheres do Xingu recebe Prêmio Pontos de Cultura Indígenas

A Associação Yamurikumã das Mulheres do Xingu recebeu, neste mês, recursos previstos no edital, compromisso assumido pelo Ministério da Cultura para quitar pagamentos pendentes

A partir do projeto Rodas de Conversa das Mulheres Xinguanas, cerca de 100 indígenas se reúnem, todo ano, para debater temas que afetam o cotidiano das integrantes. A iniciativa, promovida pela Associação Yamurikumã das Mulheres do Xingu, foi uma das premiadas no Prêmio Pontos de Cultura Indígenas, lançado pelo Ministério da Cultura (MinC), em 2015.

A associação recebeu, neste mês, recursos previstos no edital. O projeto faz parte do compromisso assumido pela atual gestão da pasta de cultura de quitar pagamentos pendentes.

A presidente da Associação Yamurikumã das Mulheres do Xingu, Kaiulu Yawalapiti, afirma que a premiação permitirá melhorar a infraestrutura e a comunicação entre as integrantes da aldeia. “Mandamos o projeto com o objetivo de fortalecer institucionalmente a associação. Não temos nada e precisamos de computador, impressora, rádio para nos comunicarmos melhor”, destaca.

Cada edição da roda de conversa acontece em local diferente, do baixo até o alto Xingu. Entre os assuntos tratados estão: saúde da mulher indígena, a poluição que afeta a produção alimentar e produtos industrializados que chegam às aldeias.

“O objetivo é dar voz às mulheres indígenas”, conta. “Discutimos com todas as mulheres como podemos solucionar os problemas que estão nos afetando. A roda dá mais voz e união às mulheres”, explica Kaiulu Yawalapiti.

Início do Projeto

A ideia da roda surgiu após realização do II Encontro das Mulheres Xinguanas, em outubro de 2013, em Canarana (MT). A iniciativa teve como objetivo de reunir e fortalecer as lideranças femininas da Terra Indígena do Xingu. Promovido pela associação, o evento recebeu cerca de 250 mulheres de 16 etnias. De lá, foi sugerida a continuidade da ação, para ajudar as mulheres xinguanas a terem mais força política.

Prêmio

O Prêmio Pontos de Cultura Indígenas visa reconhecer e apoiar atividades culturais já realizadas ou em realização por povos indígenas, dando visibilidade às expressões culturais dessas comunidades.

Foram distribuídos 70 prêmios – 50 culturais e 20 audiovisuais – no valor de R$ 40 mil cada. Entre os premiados, estão projetos de 20 Estados de todas as regiões brasileiras. Somente os povos indígenas e suas comunidades puderam concorrer.

Fonte: Portal Brasil

Deixe um comentário