Acre espera 800 pessoas por dia em 2ª Conferência Mundial da Ayahuasca

Conferência mundial ocorre no Acre até sábado (22) e deve reunir representantes de mais de 40 países (Foto: Divulgação/Ascom Ufac)
Conferência mundial ocorre no Acre até sábado (22) e deve reunir representantes de mais de 40 países (Foto: Divulgação/Ascom Ufac)

 

A 2ª Conferência Mundial da Ayahuasca deve receber ao menos 800 pessoas por dia na capital acreana Rio Branco, segundo estima a organização. O evento, com início nesta segunda-feira (17), ocorre até o sábado (22). A Universidade Federal do Acre (Ufac) sedia o evento que conta com a participação de representantes de mais de 40 países.

O coordenador do Centro de Antropologia da Ufac, Jacó Cesar Piccoli, afirmou que o evento conta com estandes de pessoas que fazem artesanatos e mais de 150 indígenas de vários países. A primeira conferência ocorreu há dois anos em Ibiza, na Espanha.

“Estão sendo discutidos aspectos inerentes à ayahuasca do ponto de vista antropológico, farmacêutico, bioquímico, da saúde, sociologia, religiões, e de vários outros aspectos. As ações estão ocorrendo nos dois teatros da Ufac”, explica Piccoli.

Estão sendo exibidos materiais audiovisuais, além de uma mostra de arte e cultura indígena e diferentes vivências e formatos de interação. Segundo a organização, diversos músicos também devem participar do congresso. Os idiomas serão português, espanhol e inglês e haverá tradução simultânea no auditório principal. A programação completa do evento e o nome de todos os palestrantes pode ser conferido no site oficial da conferência.

Ao menos 80 pessoas de vários países devem palestrar durante o evento. Entre os palestrantes, estão professor-doutor do Departamento de Psicologia Médica e Psiquiatria da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Luís Fernando Tófoli.

Tófoli é responsável por um grupo de pesquisa sobre ayahuasca na Unicamp e tem produzido recentemente no campo das políticas públicas sobre drogas e o uso terapêutico de psicodélicos, com destaque para a ayahuasca.

O filósofo e liderança do povo Yawanawá no Acre, Tashka Peshaho, também está entre os palestrantes da conferência. Ele participou de eventos internacionais nas áreas da cultura, política e meio ambiente. A articuladora da Câmara Temática da Ayahuasca de Rio Branco, Onides Bonaccorsi Queiroz, também está confirmada como palestrante no evento. Ela é natural de Curitiba e reside na capital do Acre desde 2010.

 

Fonte: G1 Acre

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*