AM registra 33,5 mil casos de malária entre janeiro e agosto de 2016, diz FVS

Doença é transmitida por picada de mosquito (Foto: Reprodução/ TV Globo)
Doença é transmitida por picada de mosquito (Foto: Reprodução/ TV Globo)

O Amazonas registrou 33,5 mil casos de malária entre janeiro e agosto de 2016. Em comparação ao mesmo período do ano anterior, quando foram registrados 59,7 mil casos, o número representa diminuição de 44%. As informações foram divulgadas pela  Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), nesta quarta-feira (5).

De acordo com a FVS, os números refletem ações de prevenção realizadas nas comunidades rurais do interior do estado.

“A redução dos casos de malária no Amazonas segue uma tendência de declínio da doença no estado, que tem contado com investimento para aquisição de equipamentos, material permanente,  insumos, e a utilização de mosquiteiros impregnados de inseticidas que impedem a ação dos mosquitos nas residências amazônicas”, disse, por meio de assessoria, o diretor-presidente da FVS,  Bernardino Albuquerque.

Ainda se acordo com a FVS, a malária tem diagnóstico rápido e tratamento gratuito. A prevenção é possível com  algumas medidas de proteção individual contra picadas de insetos, como por exemplo, o uso de mosquiteiro impregnado com inseticida; de telas nas portas e janelas; de repelente e, ainda, evitar locais de banho em horários de maior atividade do mosquito – de final da tarde e o amanhecer.

 

Fonte: G1 Amazonas

Deixe um comentário

Um comentário em “AM registra 33,5 mil casos de malária entre janeiro e agosto de 2016, diz FVS

  • 6 de outubro de 2016 em 5:05
    Permalink

    é terrível essa doença temos que fazer algo para combate-la.

Fechado para comentários.