Encontro nacional deve reunir cerca de 500 alunos indígenas em Santarém

Evento ocorrerá de 15 a 19 de outubro na orla do município e Ufopa. Tema a ser discutido é a pluriétnica nas universidades e o racismo.

Evento ocorrerá de 15 a 19 de outubro (Foto: Michael Douglas/Globoesporte.com)
Evento ocorrerá de 15 a 19 de outubro (Foto: Michael Douglas/Globoesporte.com)

Como tema “Diversidade Pluriétnica nas Universidades: Problematizando o Racismo”, o 4º Encontro Nacional de Estudantes Indígenas (Enei) deve reunir na Universidade Federal do oeste do Pará (UFOPA) em Santarém cerca de 500 pessoas de etnias e regiões do Brasil. O evento ocorre de 15 a 19 de outubro, com debates, rodas de conversas, oficinas, exposição de trabalhos, além de atividades culturais.

O objetivo do Enei é fazer uma reflexão sobre as práticas educativas em contexto intercultural, enfatizando diálogos de saberes, atuação profissional e educação superior com indígenas e não indígenas, de graduação e pós-graduação, além de socializar experiências e pesquisas no ensino superior indígena, a partir da apresentação de estudos que envolvam os povos indígenas, com ênfase nas temáticas de educação, sustentabilidade e territorialidade, direito e movimento indígena, saúde e tecnologias.

Segundo o coordenador local do encontro, Diego Arapiun, está é uma oportunidade para que a sociedade conheça as culturas indígenas. “As inscrições já encerraram mas o evento é aberto, inclusive nós convidamos as escolas, instituições públicas e privadas para participarem junto com a gente, conhecendo outras culturas, outros povos de outras regiões do Brasil”, enfatizou.

No dia 15 será realizado a partir das 16h na orla da cidade um ato público contra o genocídio indígena e os grandes projetos nacionais. Após o ato, a abertura oficial ocorrerá na praia em frente ao Museu João Fona, e contará com a presença de representantes da Ufopa, Ministério da Educação, Ministério da Saúde, Governo do Estado do Pará, Diretório Acadêmico Indígena (Dain) e das Comissões Local e Nacional de organização do Enei.

 

Fonte: G1 Pará

Deixe um comentário