No AC, Segurança diz que tentativas de incêndios são atos de vandalismo

Secretário diz que não vê ligação de facções com ocorrências de incêndio. Três tentativas de incêndio e homicídio foram registrados no domingo (22).

O secretário de Segurança do Acre, Emylson Farias, disse nesta segunda-feira (23) que não vê as tentativas de incêndio a prédios públicos de Rio Branco e interior do Acre e o homicídio registrado na capital acreana como ataques ligados a facções.  Para Farias, os atos são “primários” e “artesanais” e não possuem grau de organizações criminosas, o que caracteriza vandalismo.

“O que vejo é uma onda’. As pessoas se aproveitam de eventos que ocorrem em outros lugares para praticar esse tipo de ação. Até porque as organizações criminosas possuem algumas situações específicas e são contras certos eventos. É claro, a Segurança deve ficar atenta, mas estamos agindo preventivamente desde o ano passado”, afirma.

Farias destacou que, entre as medidas adotadas para garantir a segurança em Rio Branco, está a circulação de policiais nas principais linhas de ônibus. “O que houve foi tentativa de incêndios, lançaram artefatos caseiros e não ocorreu combustão. São situações trabalhadas desde o ano passado e agimos a todo momento”, destaca.

Incêndios

O Centro Especializado de Assistência Social (Creas) da cidade de Brasileia, interior do Acre, está entre os prédios que foram incendiados. O Corpo de Bombeiros do município foi acionado na madrugada de domingo (22), mas as chamas foram contidas pelo vigilante.

No local, foram encontradas duas garrafas pet com vestígios de gasolina. Os bombeiros orientaram a administração do órgão a pedir uma perícia para esclarecer se o incêndio foi criminoso ou não.

Também no interior, dessa vez no município de Senador Guiomard, um carro que estava no prédio da gerência do Centro de Endemias que fica no Centro da cidade sofreu uma tentativa de incêndio na madrugada de domingo. De acordo com a Polícia Militar (PM-AC), o local é aberto e ao menos dois criminosos teriam lançado um coquetel molotov no veículo. A PM-AC foi acionada e conteve as chamas.

Ainda na madrugada de domingo, bandidos atearam fogo contra a sede do 3° Conselho Tutelar de Rio Branco, no bairro Cidade Nova, no Segundo Distrito da cidade. O órgão informou que o fogo atingiu apenas a porta e a grade do local. Segundo a Polícia Militar (PM-AC), foi utilizado um coquetel molotov.

A PM-AC informou que chegou no momento que os homens jogaram a substância contra o prédio. No entanto, eles conseguiram fugir em um carro marrom tipo Chevette, deixando ainda dois coquetéis acesos no meio da rua. Ninguém foi preso no local.

Casa de PM é alvejada com mais de 10 tiros

Entre as ocorrências, foi registrado também o ataque a casa de um policial militar de 34 anos na noite de domingo, no bairro Adalberto Aragão, em Rio Branco. O PM, que pediu para não ser identificado, contou que estava na igreja no momento do ocorrido, mas a mãe dele, de 56 anos, a irmã, de 33, e duas sobrinhas, de 17 e 13 anos, estavam na residência. Ninguém ficou ferido.

A perícia esteve no local e recolheu, segundo o PM, entre 12 a 15 projéteis. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. Ao G1, nesta segunda-feira (23), o PM relatou que, de acordo com os vizinhos, três homens em duas motocicletas seriam os responsáveis pelos disparos.

Homicídio

Além das tentativas de incêndio, também foi registrado o homicídio do jovem Natanel Silva Azevedo, de 18 anos. Azevedo foi morto na madrugada de domingo enquanto dormia na casa da mãe, na Rua das Castanheiras, na Vila do Incra, em Rio Branco. De acordo com informações do boletim de ocorrência, dois homens encapuzados invadiram a casa para cometer o crime.

Um dos irmãos contou à polícia que a dupla armada arrombou a porta de trás da casa. Um dos homens foi até o quarto da mãe da vítima e pediu que ela não gritasse. Já o outro, foi até o quarto onde Azevedo estava e disparou contra o jovem. Ainda segundo a polícia, antes de atirar o homem teria dito: “Aqui é PCC contra CV”, fazendo alusão às duas facções que atuam no estado.

Prisões em Senador Guiomard

Também na madrugada de domingo, policias do 9° Batalhão da PM prenderam três pessoas na Avenida Castelo Branco, em Senador Guiomard, cidade distante 24 km da capital, portando três garrafas de coquetel molotov. Eles estavam ainda com camisas pretas com capuz e um isqueiro.

A polícia afirmou ainda que, após questionamentos sobre os produtos, um dos homens falou que o trio iria atear fogo em um dos prédios do Ministério Público do Acre (MP-AC). Os três seriam integrantes de uma facção criminosa, divulgou a PM. Eles foram encaminhados à Polícia Civil, que deve investigar o caso.

Fonte: G1

Deixe um comentário