Organizações assinam pacto para conservar a Amazônia

Organizações não governamentais, empresas, membros da sociedade civil e órgãos do governo assinam hoje (30), em Belém, um pacto pela conservação na Amazônia Brasileira.

A “Aliança pela Restauração na Amazônia” tem o objetivo de combater a destruição da floresta. Segundo o Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), o desmatamento do bioma, em 2016, foi o maior registrado nos últimos quatro anos.

A Conservação Internacional Brasil é promotora dessa aliança. O vice-presidente da ONG, Rodrigo Medeiros, explica como será a atuação dos envolvidos na restauração da floresta.

Sonora: “Que essas organizações trabalhando juntas elas possam ampliar a escala da restauração, desenvolvendo, em conjunto, novas técnicas de abordagens para desenvolver isso, visando principalmente redução de custo dessa restauração da Amazônia, mas também tendo a capacidade de atrair mais recursos financeiros que vão ficanciar esses projetos.”

Ainda de acordo com o ambientalista, a iniciativa vai ajudar o Brasil a cumprir a meta assumida na Convenção Internacional do Clima de restaurar 12 milhões de hectares de florestas.

Sonora: “A ideia é que a gente consiga sair para uma estratégia de atuação em que a gente consiga de fato, dentro dos próximos 15 anos, atingir essa meta de restauração. Dos 12 milhões do Brasil, a gente tem uma estimativa que pelo menos entre 4 e 5 milhões dessas áreas estão localizadas na Amazônia.”

O Amazônia Live Rock in Rio é uma das iniciativas que fazem parte da Aliança pela Restauração da Amazônia. O projeto do festival de rock tem o compromisso de plantar mais de três milhões de árvores na floresta.

Fonte: Radioagência Nacional

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*