CPT divulga tentativa de atentado contra trabalhadores rurais no Pará

Na última sexta-feira (17) dois irmãos trabalhadores rurais retornavam do trabalho por volta das 14 horas quando foram surpreendidos por tiros no Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Serra Azul, no Pará. Um dos irmãos, de 30 anos e que não teve o nome divulgado, foi atingido no braço e no tórax. O relato foi divulgado pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) que afirmou se tratar de uma emboscada.

O homem ferido foi levado ao hospital da cidade de Monte Alegre, onde não conseguiu atendimento adequado, e seguiu para unidade médica em Santarém (PA). Ainda segundo a CPT a polícia de Monte Alegre apresentou resistência para formalizar o Boletim de Ocorrência.

A região é palco de conflitos agrários há anos, as famílias vivem com medo e afirmam que grileiros têm cometido vários crimes ambientais, como a derrubada da floresta com o objetivo de descaracterizar a área de desenvolvimento sustentável. Em 2015, Luiz Paulo, tesoureiro da Associação do PDS, foi vítima de um atentado e hoje integra a lista do Programa de Proteção do governo federal.

Segundo o relato a violência é causada pelo menos grupo. Membros da comunidade afirmam que o suspeito de atirar contra os trabalhadores é um homem conhecido na região como “Paulista Preto”, “com histórico de ações violentas contra os trabalhadores”, destacam. Ainda conforme informações da comunidade, o suspeito é pistoleiro e presta serviços a outras pessoas que grilam terras no PDS.

Fonte: Amazônia.org

Deixe um comentário