Para atender mais de 600 indígenas, 13 poços artesianos são construídos em aldeia no AC

Aldeia Puyanawa fica a 15 quilômetros de Mâncio Lima, no interior do estado.  Governo investiu cerca de R$ 200 mil para construção dos poços na comunidade indígena.

Para atender mais de 600 indígenas da aldeia Puyanawa, que fica a 15 quilômetros do município de Mâncio Lima, no interior do Acre, o governo do estado autorizou a construção de 13 poços artesianos nesta segunda-feira (24). O investimento, de acordo com o governador Tião Viana, chega a R$ 200 mil.

A indígena Maria Valéria Puyanawa comemorou a construção dos poços e afirmou que o filho de quatro anos chegou a ficar doente por três vezes nos últimos meses devido à água de má qualidade. “Um epidemia não só em crianças, mas em adultos também, e todos adoeceram, com barriga ruim, vômito e diarreia”, contou.

A liderança indígena Manoel Kashinawa falou sobre a importância do investimento para as comunidades indígenas. “Já que não tem mais água potável natural, estamos, juntamente com toda equipe de governo, fazendo com que nossa comunidade tenha mais saúde”, disse.

Ao menos cinco municípios acreanos devem ser beneficiados. Por meio do programa “Água Para Todos” serão investidos, de acordo com o governo, quase R$ 3 milhões que contemplarão 18 comunidades rurais e quatro comunidades indígenas, beneficiando mais de 500 famílias.

Além de Mâncio Lima, os investimentos em construção de poços artesianos devem ser realizados em comunidades nos municípios de Senador Guiomard, Xapuri, Brasileia, Cruzeiro do Sul e Feijó. Os serviços são executados pelo Departamento de Pavimentação e Saneamento do Acre (Depasa). A direção do Depasa estima que as ações devem ser concluídas no próximo ano.

O diretor do Depasa, Edvaldo Magalhães, destacou que a iniciativa deve trazer uma maior cobertura de água de boa qualidade para as comunidades. “Aqui na aldeia Puyanawa vamos universalizar a partir de hoje toda a cobertura de água tratada para todas as famílias dessa aldeia. Isso é uma mudança completa na qualidade de vida e de saúde da comunidade”, afirmou.

Para o governador Tião Viana, investir em saneamento básico significa mais qualidade de vida e garantia de um melhor futuro para as crianças. “Com isso, nós interrompemos um ciclo que possa trazer mal às crianças e construímos um ambiente de saúde”, concluiu.

Fonte: G1
Colaborou Glédisson Albano, da TV Cruzeiro do Sul.

Deixe um comentário