Produtores podem acessar até R$ 153 milhões para negócios sustentáveis no AP

Banco da Amazônia oferta recursos para pequenos e grandes produtores.  Reunião com governo definiu políticas para facilitar atuação no campo.

Cerca de R$ 135 milhões estão disponíveis para impulsionar negócios sustentáveis em 2017 no Amapá. O valor integra o Fundo Constitucional do Norte (FNO), gerido pelo Banco da Amazônia (Basa) e é destinado a pequenos e grandes produtores do campo.

Uma reunião nesta terça-feira (4), entre o banco e o governo do estado, em Macapá, definiu parâmetros de políticas públicas para facilitar a expansão dos negócios e garantir a correta aplicação do dinheiro, que poderá ser acessado por até 20 mil produtores, de acordo com a previsão do Basa.

O valor já pode ser requisitado por agricultores, produtores e pessoas jurídicas de diversas áreas, como agropecuária, piscicultura, criação de animais e indústria. O Basa busca com o governo a abertura logística para que os projetos sejam executados, como a expansão de rodovias, redução de impostos, orientação técnica e regularização fundiária.

“Muitas vezes, o produtor não consegue só com o dinheiro aplicar o recurso, pois a assistência técnica é necessária. Precisamos de estradas, de canais de comercialização e, para isso, o Estado é importantíssimo”, falou Marivaldo Gonçalves de Melo, presidente do Basa.

Apesar de o recurso estar disponível, não é garantido que ele será usado totalmente, em função da baixa procura, informou o banco.

“As pessoas acham que o recurso é muito burocrático. Não é difícil, tem que se organizar e ter os documentos mínimos. Produtores têm que ser criativos, elaborar bons projetos”, detalhou.

Durante a reunião, o governo informou que não se manifestaria sobre o assunto.

Fonte: G1

Deixe um comentário