Barco do INSS quer atender até 70 mil pessoas em municípios do AM

Projeto PrevBarco leva serviço a municípios que não têm agência previdenciária.  O INSS Digital também foi apresentado e deve facilitar acesso aos benefícios

– O projeto PrevBarco, do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), foi lançado nesta manhã (19) com o intuito de atender a população dos municípios do Estado que não têm acesso à uma agência previdenciária. Tendo como tema “Levando cidadania e integrando a Amazônia”, espera-se que 70 mil pessoas sejam atendidas até o fim do ano. Projeto INSS digital também foi apresentado e deve facilitar o acesso aos benefícios.

O gerente-executivo do INSS, Clizares Santana, afirmou que as duas unidades flutuantes, de volta após dois anos, irão percorrer todos os rios do Amazonas. Segundo Santana, foi constatado que 10% da população que não tem acesso ao INSS está enquadrada para receber os benefícios.

O PrevBarco é um projeto que foi iniciado em 2001 e que estava inativo no Amazonas desde o fim de 2014.

“É um projeto de fundamental importância, pois a média de benefícios pagos, que chegam a 7,7% (R$ 4 bilhões), está bem abaixo da média nacional. De 17%. O Amazonas tem mais de 1 milhão de quilômetros quadrados e precisamos expandir as ações do INSS em todo Estado. Com os PrevBarcos iremos atender, em quase sua totalidade, os municípios do Estado”, afirmou Clizares.

INSS digital

Além das agências flutuantes, o INSS Digital foi apresentado, serviço que será implementado primeiramente no Estado do Amazonas, permitindo que o cidadão dê entrada em seu benefício previdenciário no município onde reside. “Temos 27 agências em apenas 20 municípios, outros 42 estão sem”, apontou Santana.

O projeto servirá como uma plataforma digital, que contará com agentes do INSS para o manuseio do sistema e atenderá a população nas prefeituras dos municípios que não tê agências.

Ainda de acordo com o gerente-executivo, há demanda de 10% da população que está apta para receber os benefícios, mas por não ter uma agência do INSS em seu município, não conseguiram dar entrada. De acordo com o gerente-executivo, as prefeituras irão ter um posto de atendimento online.

O presidente da Associação Amazonense de Municípios (AAM), João Campelo, disse que busca um convênio com o governo do Estado para equipar os municípios em prol da criação das agências, gerando renda e fortalecendo a economia. “A realidade é que 42 municípios estão desassistidos com agências e com a decisão do Clizares de levar o INSS Digital é de grande importância para o fortalecimento do interior do Estado”, afirmou João.

Cerca de 1 milhão de atendimentos são feitos ao ano, somente no Estado do Amazonas, pelo INSS e espera-se que em, três meses, os barcos comecem a atuar nos municípios, chegando a atender 70 mil pessoas.

Fonte: D24am

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*