Encontros promovem o protagonismo das mulheres Xavante

O primeiro Encontro de Mulheres Xavante da Terra Indígena (TI) Areões foi realizado de 22 a 24 de agosto de 2017, na Aldeia Cachoeira, localizada no município de Nova Nazaré/MT. Este foi o segundo e último Encontro de Mulheres Xavante organizado pela Coordenação Regional Xavante/Funai neste ano. Em julho, houve o encontro da região do Kuluene da TI Parabubure, na Aldeona, em Campinápolis/MT. Cada evento reuniu cerca de 30 mulheres Xavante de mais de 10 aldeias para discutir e trocar experiências e conhecimentos.

No primeiro dia, o tema foi Saúde da Mulher, mediado pela equipe do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Xavante, de Barra do Garças/MT, com apoio da equipe local. Ao longo do dia, falou-se sobre aleitamento materno, parto e parteiras, o corpo feminino, as doenças relacionadas e os exames preventivos. As mulheres mostraram como fazem seus partos em casa e as parteiras mais experientes explicaram como fazem para desenrolar o cordão umbilical dos bebês. A região do Kuluene na TI Parabubure é o local em ocorrem mais partos normais do povo Xavante, seguida pela TI Areões, onde aconteceram 44 partos naturais nas aldeias em 2016.

No segundo dia, discutiu-se capacitação em acesso aos direitos sociais, onde foram apresentados cada documento civil e os principais programas sociais e direitos previdenciários e sociais acessados pelas mulheres indígenas. A maioria possui os principais documentos civis e acessa os programas sociais e direitos previdenciários, porém, ainda existem casos de pessoas adultas sem nenhuma documentação, sendo necessário realizar processo judicial de certidão tardial de nascimento.

Além dos espaços de formação e palestra, acontecem momentos de troca e descontração. O espaço de troca de sementes, no terceiro dia, é sempre elogiado no momento da avaliação. Em cada encontro, as mulheres levaram sementes para trocar e apresentaram suas, contando como plantam e armazenam e há quanto tempo as manejam. É um espaço de valorização da alimentação tradicional e da soberania alimentar Xavante. Houve também oficina de artesanato, na qual as mulheres ensinavam, umas às outras, artesanatos com miçanga e o wetepara, tear tradicional Xavante.

Os Encontros de Mulheres Xavante

Os primeiros encontros de mulheres Xavante organizados pela Coordenação Regional Xavante foram em 2014, nas Terras Indígenas São Marcos e Parabubure (Kuluene). Em 2016, o trabalho com as mulheres foi retomado com força e mais estruturação e ocorreram encontros de mulheres Xavante nas TI Sangradouro, São Marcos, Parabubure (Couto Magalhães) e Pimentel Barbosa. A partir destes encontros, além dos momentos de capacitação, é fortalecida a articulação e mobilização entre as mulheres Xavante.

Em 2017, os dois encontros realizados fazem parte do Plano Anual de Trabalho do Setor de Promoção dos Direitos Sociais e Cidadania da Coordenação Regional Xavante, apoiado pela Coordenação Geral de Promoção da Cidadania (CGPC/Funai). Foram organizados juntamente com as comunidades locais e as Coordenações Técnicas Locais em Nova Xavantina, Campinápolis e Água Boa. Os eventos contaram com o apoio da equipe de Saúde da Mulher do DSEI Xavante/Sesai, das Prefeituras Municipais de Campinápolis, Água Boa e Nova Nazaré e das escolas indígenas locais.

Colaboração: Maíra Ribeiro
Fonte: Funai

Deixe um comentário