Manaus leva a Boa Vista modelo de acolhimento a índios venezuelanos

Uma equipe técnica da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência e Direitos Humanos, responsável pelo atendimento aos indígenas venezuelanos Warao em Manaus, está em Boa Vista, capital de Roraima, para um trabalho de capacitação dos servidores estaduais. A ideia é compartilhar com Boa Vista o conhecimento adquirido com o trabalho em Manaus.

A visita atende a um pedido do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur).

“A Acnur fez uma orientação para que Boa Vista usasse o nosso plano – foi o Ministério de Desenvolvimento Social que recomendou, e a Acnur fez a leitura e análise do plano e na reunião com o prefeito, além de uma série de elogios ao nosso plano. Já é uma referência tanto pra Boa Vista quanto para Belém, que também solicitou o nosso modelo para que possa adotar no processo de acompanhamento dos indígenas venezuelanos”, disse a subsecretária Jane Mara Moraes,

Uma equipe do Acnur esteve em Manaus na semana passada e visitou um dos espaços de acolhimento provisório dos índios venezuelanos. Esses locais são geridos pela prefeitura.

“O trabalho que está sendo feito em Manaus é um modelo a ser replicado em qualquer outro lugar, onde seja necessário esse tipo de acolhimento temporário. Por isso, convidamos alguns servidores para ir a Roraima, por conta da Acnur, compartilhar conhecimento”, disse, na ocasião, a representante da agência no Brasil, Isabel Marquez,

Desde o ano passado, os estados do Amazonas e de Roraima têm recebido centenas de imigrantes da Venezuela em busca de melhores condições de vida. O país vizinho enfrenta uma grave crise política e econômica.

Por: Bianca Paiva
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Nádia Franco

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*