Pesquisadores dizem que Jalapão é modelo em turismo, mas tem bioma ameaçado

Jalapão é tema de livro de pesquisadores de Minas Gerais e São Paulo (Foto: Lester Scalon/Avis Brasilis)
Lester Scalon e Tomas Sigrist lançaram livro sobre o parque e falaram ao G1 suas percepções. Segundo eles, plantações de eucalipto causam desmatamento e ameaçam vegetação nativa.

Os pesquisadores lançaram um livro com 300 fotos e 600 ilustrações inéditas da região do Jalapão, no leste do Tocantins. Além de mostrar belezas do local e as paisagens mais conhecidas, o objetivo também é registrar aspectos que não são tão divulgados do parque, como o modo de vida das comunidades quilombolas, a fauna e a flora.

Belezas do Jalapão foram registradas em livro que levou cinco anos para ficar pronto (Foto: Lester Scalon/Avis Brasilis)

O trabalho foi feito pelo fotógrafo mineiro Lester Scalon e pelo pesquisador paulista Tomas Sigrist. Eles contam que a forma como os moradores foram integrados ao desenvolvimento do turismo contrasta com as ameaças do avanço do agronegócio.

“A presença dos turistas fez com que as comunidades valorizassem a área. Eles exploravam mais a agricultura de subsistência. Quando foi instalada a unidade elas foram integradas ao desenvolvimento turístico da região. Foi uma experiência de bastante sucesso”, afirma Tomas.

“Deu muito certo para a comunidade no sentido de sobrevivência mesmo, mas a preservação do Jalapão é ameaçada pela cultura do eucalipto. Já há grandes áreas plantadas próximo à Pedra Furada, que é uma das principais atrações lá. Não teria necessidade disso”, diz Lester.

A pesquisa dos dois começou em 2012 e eles fizeram cerca de 15 viagens ao parque. A cada visita eles ficavam entre 10 e 15 dias na região, fazendo fotos e pesquisando os animais encontrados. Entre os destaques, está o pato-mergulhão. Espécie que foi identificada na área em 2010 e está ameaçada de extinção.

Pesquisadores registraram belezas, a fauna e a flora da região (Foto: Lester Scalon/Avis Brasilis)

“O Jalapão é um lugar único, lindo. A minha primeira intenção é deixar registrado o que é o Jalapão como eu conheci e eu tenho certeza que fazendo esse registro vai incentivar as pessoas para a preservação disso”, comenta Lester.

O livro se chama ‘Jalapão’ e vem junto com um CD no formato MP3 com uma seleção de cantos de 100 aves da região. Os textos também trazem informações inéditas que vão servir de base para estudantes de temas ligados à região. O livro pode ser encontrado no site da Avis Brasilis, editora responsável pela publicação.

 Fonte: G1 Tocantins
Deixe um comentário

Um comentário em “Pesquisadores dizem que Jalapão é modelo em turismo, mas tem bioma ameaçado

  • 28 de novembro de 2017 em 0:01
    Permalink

    Eu tenho muita vontade de conhecer este lugar acho surreal, mas acho que o turismo excessivo pode estragar todo o bioma e bem estar da fauna e flora, sinceramnte isso me assusta.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*