Plataforma brasileira de conhecimento em adaptação à mudança do clima será lançada em 7 de dezembro

Instituições e pesquisadores de todo o Brasil poderão acessar materiais diversos sobre adaptação à mudança do clima, como estudos, ferramentas e métodos, além de compartilhar conteúdo. A proposta é disseminar informação de qualidade a atores dos vários segmentos da economia e da sociedade que lidam com um dos temas mandatórios da atualidade

AdaptaClima é o nome da plataforma que disponibilizará, de forma colaborativa e interativa, informações e material sobre adaptação à mudança do clima, incentivando, ao mesmo tempo, a conexão entre provedores e usuários de conhecimento em torno dessa agenda.

O desenvolvimento da plataforma AdaptaClima, que será lançada em 7 de dezembro, em Brasília, foi coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), implementada pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV EAESP) e pelo Instituto Internacional pelo Meio Ambiente e Desenvolvimento (IIED), com o apoio do Conselho Britânico por meio do Fundo Newton. Além dessas entidades que desenvolveram a plataforma, mais de 30 atores chave – entre eles a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza – participaram colaborando cada um com a sua expertise no tema, compartilhando informações e dados em adaptação e construindo em conjunto uma rede de conhecimento no assunto.

“A AdaptaClima é mais que uma ferramenta, é uma rede de apoio à implantação de ações de adaptação no Brasil. E nós da Fundação Grupo Boticário contribuímos ao longo de quase dois anos para o desenvolvimento dessa plataforma compartilhando nossa experiência de atuação junto a tomadores de decisão, visando sempre demonstrar a importância da conservação dos ambientes naturais como parte da estratégia de aumento da resiliência da sociedade em relação aos impactos da mudança do clima. A partir de agora continuaremos dando apoio à gestão da plataforma, junto com os outros membros, por meio da participação em seu Comitê Consultivo. É hora de nos prevenirmos contra os impactos da mudança do clima, e a natureza faz parte da solução deste grande desafio que a sociedade está enfrentando”, afirma a analista de projetos ambientais da Fundação Grupo Boticário, Juliana Ribeiro.

A AdaptaClima foi criada com o objetivo de preencher essa lacuna de conhecimento e em contribuição direta para o 1º objetivo do Plano Nacional de Adaptação que prevê, entre suas metas, uma plataforma online de gestão do conhecimento em adaptação criada e disponível à sociedade.

A plataforma trará informações em diferentes formatos, sobre temas específicos; publicações e ferramentas por região e por setor indicados pelos próprios usuários; interface interativa de dados climáticos para apoiar tomada de decisão em adaptação; materiais para apoiar no passo a passo para a elaboração de estratégias de adaptação; e rede de profissionais.

O desenvolvimento da plataforma AdaptaClima passou por vários estágios no decorrer do biênio 2016-2017. Foram realizados oito workshops, seis webinars, consultas remotas, testes online, reuniões e entrevistas com aproximadamente 60 organizações no Brasil e 15 no Reino Unido.

“A construção conjunta da plataforma, junto a 35 organizações parceiras, foi um processo rico em aprendizado e fundamental para que a AdaptaClima atenda às necessidades e aos interesses dos diferentes atores que vêm trabalhando para reduzir vulnerabilidades e fortalecer resiliência no País”, diz Mariana Nicolletti, que coordena o projeto no Gvces. Ela explica que um dos desafios para os investimentos e ações de adaptação no Brasil é o acesso a informações assertivas, aplicáveis e confiáveis. O conhecimento é um recurso necessário para que pessoas e organizações, em estágios distintos, possam levar a cabo suas estratégias e tomar decisões embasadas para a construção de capacidade adaptativa no grupo, organização ou território.

A coordenadora-geral de Ações em Mudança do Clima do Ministério do Meio Ambiente, Celina Xavier, explica que o processo de tomada de decisão, por parte dos gestores públicos e privados, necessita de base confiável de conhecimento. “A AdaptaClima pretende ser essa base, permanentemente atualizada, no tema de adaptação à mudança do clima. Com ela, o Ministério do Meio Ambiente, com a inestimável parceria da FGV e IISD, cumpre seu papel de democratizar informações confiáveis para toda a sociedade.”

No Brasil, 65 organizações com atuação relevante na agenda contribuíram ao longo do processo; destes, 35 atores-chave participaram ativamente da construção da plataforma. Já no Reino Unido, 15 organizações foram envolvidas como atores-referência por sua atuação na criação de plataformas de adaptação já existentes.

SERVIÇO

Lançamento da plataforma AdaptaClima
Quando: 07/12/2017, das 10h às 12h
Onde: Ministério do Meio Ambiente, Auditório Ipê Amarelo – Brasília, DF
Acesse a plataforma: www.adaptaclima.com.br (disponível a partir de 7/12)

Para participar do lançamento, inscreva-se neste link.

Fonte: Fundação Boticário 

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*