Perú aprova lei para construir estrada na Amazônia

Para presidente da Comissão de Povos, lei atenta contra o direito dos indígenas

O Congresso do Peru anunciou a promulgação de uma lei que permite a construção de rodovias na Amazônia, na fronteira com o Brasil. A norma declara como “prioridade e interesse nacional a construção de rodovias em zonas de fronteira e a manutenção de estradas de caminhão no departamento de Ucayali”.

A iniciativa do congressista Glider Ushñahua foi respaldada pelo partido Força Popular, de ampla maioria no Congresso e liderado pela congressita Keiko Fujimori, filha do ex-presidente do Perú, Alberto Fujimori.

O Ministério da Cultura, que tem entre suas funções proteger os povos indígenas, rejeitou o projeto durante o debate por considerar que ele vulnerabilizava ainda mais os povos originários. A lei, contudo, foi aprovada e promulgada pelo Congresso.

O presidente da Comissão de Povos, Marco Arana, rejeitou a rmedida por considerar que ela atenta contra o direito dos indígenas em isolamento que subsistem em condições de extrema vulnerabilidade.

Igreja

Em sua última visita ao país, entre os dias 18 e 21 de janeiro, o papa Francisco foi à cidade amazônica de Puerto Maldonado, região de Madre de Dios, e pediu ao governo que defendesse a floresta. “Provavelmente os povos amazônicos originários nunca estiveram ameaçados em seus territórios como estão agora”, disse o pontífice, que lamentou “as profundas feridas que a Amazônia e seus povos carregam”.

Fonte: Jornal Destak
Com informações da France Press

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.