Rio Acre sobe mais de 50 centímetros em 12 horas em Rio Branco e deve continuar subindo, diz Defesa Civil

Manancial saiu de 12,17 metros para 12,70 metros na capital acreana. Defesa Civil Municipal diz que volume d’água pode continuar subindo pelos próximos quatro dias.

Rio Acre subiu 53 centímetros em 12 horas e está acima dos 12 metros em Rio Branco (Foto: Aline Nascimento/G1)

O nível do Rio Acre na capital do estado, Rio Branco, subiu 53 centímetros em 12 horas. De acordo com os dados da Defesa Civil Estadual, às 6h desta quinta-feira (11) o manancial estava em 12,17 metros.

Já na última leitura feita pelo órgão, às 18h, o manancial alcançou a marca de 12,70 metros. A cota de alerta na maior cidade do estado é de 13,50 metros, com a de transbordamento em 14 m.

O coronel George Santos, coordenador da Defesa Civil Municipal de Rio Branco, diz que a subida significativa do manancial ocorreu devido a forte chuva localizada que atingiu Rio Branco no fim da tarde desta quinta.

“O rio estava subindo 11 centímetros a cada três horas até às 15h. Depois da chuva isolada, houve esse aumento significativo, mas em outros locais ele está baixando”, explica.

Apesar do aumento de 30 centímetros em Assis Brasil, interior do Acre, quando saiu de 6,02 metros às 6h para 6,32 às 18h, o nível do Rio Acre apresentou vazante nas cidades de Brasileia e Xapuri.

Em Brasileia, a marca saiu de 7,43 m, às 6h, para 6,68 m, às 18h. Já em Xapuri, o volume d’água baixou de 11,41 m (6h) para 11,34 m (18h). A baixa nos dois municípios podem influenciar na capital.

“Se não tiver chuvas significativas nas bacias em Brasileia e Assis Brasil pelos próximos dias, a tendência é de que o rio continue vazando nessas localidades. Com isso, a tendência é que ele continue subindo em Rio Branco pelos próximos quatro dias. O tempo de concentração [das águas] de subia dele, para a água chegar até aqui [na capital], é de quatro dias”, explica Santos.

O coordenador fala ainda que o comportamento das águas do Rio Acre em Xapuri está começando a se estabilizar. Ele afirma que a bacia de Xapuri recebe águas de Brasileia e Assis Brasil e que a bacia de Rio Branco sofre interferência direta da de Xapuri. O tempo de chegada das águas de Xapuri até Rio Branco, segundo ele, é de 24 horas.

“Se não subir significadamente em Xapuri, a tendência é que o Rio Acre se estabilize em Rio Branco. Se tiver chuva e, dependendo da quantidade nas bacias, há o risco sim [de o Rio Acre transbordar na capital acreana]. Mas a probabilidade maior de enchente ocorre nos meses de fevereiro e março, 73% das enchentes ocorreram nesses dois meses”, finalizou George Santos.

Medidas

Com a cota do Rio Acre acima de metros, a Prefeitura de Rio Branco divulgou nesta quinta-feira (11) que iniciou a limpeza do Parque de Exposições Marechal Castelo Branco, usado como abrigo, e vai começar a construção de 100 boxes.

Ao G1, George Santos, disse que desde o início do período chuvoso, em novembro, o órgão intensifica as ações de monitoramento. Segundo ele, os níveis dos rios quantidade de chuva ao longo da bacia do Rio Acre estão sendo acompanhados.

Fonte: G1

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*