Polícia já tem vídeos dos dois ataques que feriram venezuelanos em Roraima

A Polícia Civil de Roraima conseguiu vídeos que registram os dois episódios em que um homem joga uma espécie de coquetel molotov e provoca incêndio em casas ocupadas por venezuelanos em Boa Vista. Os ataques ocorreram na segunda-feira (5) e na quinta-feira (8). Duas mulheres, dois homens e uma menina de 3 anos ficaram gravemente feridos.

O delegado Cristiano Camapum está à frente dos dois casos e diz que as equipes buscam um suspeito de ter cometido os crimes. A dúvida agora é sobre a motivação dos ataques.

“A gente não descarta se o crime está relacionado a desentendimento entre as pessoas da casa e esse suposto autor, ou mesmo se é um crime ligado à xenofobia, que seria um ataque aos venezuelanos”, disse o delegado.

Desde 2016, com a crise política e econômica na Venezuela, o fluxo migratório para Roraima se intensificou. A prefeitura de Boa Vista estima que 40 mil venezuelanos estejam na cidade.

O Conselho Nacional dos Direitos das Crianças e Adolescentes (Conanda), discutiu nesta quinta-feira a situação das crianças, adolescentes e índios venezuelanos em Roraima. A conselheira Glícia Thais Miranda explica a recomendação aprovada durante a plenária.

“Essa recomendação consiste exatamente no fortalecimento das ações e das políticas na área de saúde, assistência e educação na perspectiva de incluir crianças e adolescentes”, disse a conselheira.

Esta semana, a governadora de Roraima, Suely Campos, pediu ao governo federal mais controle nas fronteiras, aumento do efetivo da Polícia Federal e do Exército. O governo federal pretende realizar um censo na região e direcionar alguns migrantes para outros estados.

Por: Juliana Cézar Nunes
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Davi Oliveira

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.