Filme “A Troca” é lançado em apoio ao Acampamento Terra Livre 2018

Animação retorna no tempo para mostrar violência cometida contra povos indígenas e reforça que sua resistência continua mais forte do que nunca

As contribuições dos povos indígenas ao Brasil e as violências cometidas contra eles, ao longo da história, estão no centro da narrativa do filme “A Troca”, animação lançada nesta semana para divulgar o Acampamento Terra Livre, maior mobilização indígena do país, que acontece há 15 anos, em Brasília.

Em 2018, o protesto será realizado, entre 23 e 27 de abril, e tem como mote “Unificar as lutas em defesa do Brasil Indígena – Pela garantia dos direitos originários dos nossos povos.” Como em anos anteriores, a bandeira principal é a retomada das demarcações das Terras Indígenas, paralisadas no governo Temer.

“A Troca” retorna no tempo, retratando os contatos entre indígenas e bandeirantes, em diferentes momentos, entre os séculos XVI e XVII. O filme aborda a busca dos indígenas por manter seu modo de vida tradicional e interagir com os colonizadores por meio de trocas, no caso com a oferta de frutos da floresta, e a reação violenta dos brancos. A situação projeta-se até o presente, com a negação dos direitos dos índios e do reconhecimento da importância ambiental de suas terras para toda a sociedade.

A ideia do vídeo é mostrar que, depois de séculos de “troca injusta”, os povos indígenas seguem mais fortes do que nunca na sua resistência e convidam a sociedade brasileira para participar dessa luta. Ao final, o filme pede o apoio do expectador para o ATL 2018, seja contribuindo com doações seja compartilhando a mensagem em suas redes.

O filme foi realizado pela produtora Vetor Zero e pela agência J.Walter Thompson Brasil, parceira do Instituto Socioambiental (ISA). A direção é Mateus de Paula Santos, a produção executiva de Alberto Lopes e Sérgio Salles, a direção de arte e a ilustração de Arthur Crispim e Willian Santiago.

O ATL é promovido pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), com apoio de organizações da sociedade civil, como o ISA, o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), o Centro de Trabalho Indigenista (CTI), o Greenpeace, Uma Gota no Oceano, o Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB), o Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) e Mídia Ninja, entre outros.

FICHA TÉCNICA

Título: A Troca
Duração: 90”
Agência: J.Walter Thompson Brasil
Cliente: Instituto Socioambiental (ISA)
CCOs: Ricardo John e Rodrigo Grau
ECD: Humberto Fernandez
COO: Ana Hernandes
CRO: Andre PB
Direção de Criação: Mariana Borga
Diretor de Arte: Caio Gandolfi
Redação: Diego Ferrite
Atendimento: Renata Buess, Henrique Sarcinella e Caio Sabag
Planejamento: Fernand Alphen e Marcus Pesavento
Diretora RTV: Marcia Lacaze
Produção RTV: Carolina Florentino

PRODUTORA DE VÍDEO: Vetor Zero
Direção: Mateus de Paula Santos
Produção Executiva: Alberto Lopes, Sérgio Salles
Direção de arte/Ilustração: Arthur Crispim e Willian Santiago
Motion Design: Marcio Mattos e Bruno Ronzani
Finalização: Maisa Mendonça, Tati Caparelli, Larissa Zazula
Atendimento: Thaís Lopes

PRODUTORA DE ÁUDIO: Satélite Audio
Produtora de Som: Satélite Audio
Atendimento: Fernanda Costa e Tatiane Dias Ferreira
Produção: Equipe Satélite
Música: In the heart of the jungle
Música 2 (canto indígena): Marlui Miranda
Agradecimentos: Marlui Miranda

Fonte: ISA

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*