Rio Branco está entre os municípios que respondem por 50% das mortes violentas no país

Taxa de homicídios chegou a 63,4 para cada 100 mil habitantes em Rio Branco, enquanto a média nacional é de 38,6. Atlas da Violência 2018 foi divulgado nesta sexta-feira (15).

A capital acreana, Rio Branco, está entre os 123 municípios que respondem por 50% das mortes violentas no Brasil. É o que indica o Atlas da Violência 2018, divulgado nesta sexta-feira (15), sobre os municípios com dados referentes a 2016.

A pesquisa foi feita entre as cidades que tinham pelo menos 100 mil habitantes em 2016, ano dos dados analisados. A lista foi produzida pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Ao G1, o secretário de Secretaria de Segurança Pública do Acre, Vanderlei Thomas, afirmou que o governo tem feito investimento em saneamento básico e educação. O secretário atribuiu novamente o aumento da violência a disputa pelo tráfico de drogas na região e o fácil acesso ao estado pelas fronteiras.

“Temos vagas sobrando nas escolas, educação em tempo integral, então, todos esses investimentos do governo na área social só vem confirmar que o nosso grande problema são as fronteiras abertas. O tráfico que traz a violência e essa ausência de cortar o mal pela raiz. Tem outras capitais e municípios com índices mais alto que Rio Branco. Esses municípios também sofrem dos mesmos males, só que o mal deles é a droga já ter entrado e passado pelo país. Nosso agravante é a disputa do território justamente para se instalar na fronteira e fazer esse controle”, avaliou.

Em Rio Branco, a taxa de homicídios chegou a 63,4 para cada 100 mil habitantes. A média nacional é de 38,67 homicídios para cada 100 mil habitantes.

Atlas da Violência 2018: municípios que concentram 50% dos homicídios do país (Foto: Iryá Rodrigues/G1)
Atlas da Violência 2018: municípios que concentram 50% dos homicídios do país (Foto: Iryá Rodrigues/G1)

Este Atlas, diferente daquele divulgado em 5 de junho, com dados sobre os estados brasileiros, dá detalhes sobre a realidade do município quanto a diversos indicadores socioeconômicos.

Conforme a pesquisa, os indicadores que se destacam nas cidades com mais mortes violentas são a desocupação de jovens, vulnerabilidade à pobreza e baixo atendimento escolar na infância.

Fonte: G1

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*