Dia de Proteção às florestas: o valor das copas do mundo

Dono de 20% das espécies da Terra, Brasil emitiu 4,27 bilhões de toneladas de CO2 por perda de cobertura florestal

Rússia. 611 milhões. Festa de cores e de vida. A anfitriã dita o clima, ordena as famílias, controla temperaturas. Diante de cenários de abundância e beleza, um clima de conflito. A disputa é pela resistência, pela existência. Técnicas de equipe para respirar aliviado, torcida para permanecer respirando.

Um país 36.4% ocupado, um mundo modificado em mais da metade. O Brasil também tem peso: 404 milhões, 47,5% do país. Entram em campo. O verde muda as formas e ganha falhas. Entradas graves, faltas, penalidades máximas. Será que um dia o nível diminuirá tanto que nem teremos concorrentes para subir ao pódio?

Dia de Proteção às florestas também é Dia do Curupira, o protetor das matas (Foto: Arquivo TG)
Dia de Proteção às florestas também é Dia do Curupira, o protetor das matas (Foto: Arquivo TG)

A Rússia leva a taça. O Brasil volta para casa com o segundo lugar. Ah, desculpe se pareceu que falava de futebol. Sim, sim, já acabou a Copa do Mundo. É que o time aqui torce por outras copas do mundo. Bom, que tal traduzir?

A Rússia é hoje dona de 611 milhões de hectares ocupados por florestas. As vegetações por lá seguem o clima, portanto são adaptadas a baixas temperaturas e, por isso, se diferem das que encontramos no Brasil.

Brasil é conhecido por ser casa de diversos tipos de vegetação (Foto: Arquivo TG)
Brasil é conhecido por ser casa de diversos tipos de vegetação (Foto: Arquivo TG)

Com um país ainda verde em 49% de suas terras pode parecer que a ação humana está controlada em nosso globo. O mundo, entretanto, tem apenas 34,1% de seu território ocupado por florestas.

O Brasil também está no páreo pela preservação com seus 404 milhões de hectares de natureza, representando 47,5% de sua área. O país ainda se destaca pela biodiversidade, é composto sozinho por 20% do número total de espécies da Terra.

Os humanos são responsáveis pelas grandes faltas com a natureza. A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura contabilizou que em 2010 fomos os “campeões” em desmatamento.

A preservação influencia diretamente na qualidade de vida do planeta (Foto: Arquivo TG)
A preservação influencia diretamente na qualidade de vida do planeta (Foto: Arquivo TG)

Não bastasse a destruição das áreas verdes, entre 2001 e 2017, 4,27 bilhões de toneladas de CO2 foram lançados na atmosfera por conta da perda de cobertura florestal no Brasil. São devastações como essas que tornam mais difícil a disputa por respirar aliviado.

De que adianta chegar ao pódio pela extensão verde enquanto o mundo vê uma redução de forma geral? Se a preservação puder ser considerada uma competição, que ela seja extremamente coletiva. A resistência ambiental deve ser fruto de uma torcida global.

O Dia de Proteção às Florestas é uma iniciativa comemorada no dia 17 de julho, resultado das mudanças de todos os dias.

Por: Gabriela Brumatti
Fonte: Terra da Gente

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.