Fogo consome mais de 3 mil hectares de reserva ambiental em Nova União, RO

Incêndio atinge área há quase 10 dias, segundo Polícia Ambiental. Polícia Civil segue com os trabalhos de investigação.

Fora de controle, o incêndio que começou há quase 10 dias e que atinge uma reserva ambiental de Nova União (RO), além de propriedades rurais nos arredores, já queimou, até esta segunda-feira (17), mais de três mil hectares de terra. O número equivale a 30% de área restrita, segundo a Polícia Militar Ambiental da cidade.

Conforme o Corpo de Bombeiros, os focos de incêndio não cessam. Com a destruição causada pelas chamas, os prejuízo são sem tamanho contra a flora, a fauna, a agricultura e aos animais nativos do local. Entre os bichos encontrados mortos, há um jabuti de quase 50 centímetros.

Segundo o tenente da Polícia Militar Ambiental Adylon da Silva Souza, algumas espécies mais ágeis conseguem fugir. Já outras, por conta da rápida extensão do fogo pela mata seca, não sobrevivem. “Mas ainda não temos dados que quantos animais morreram durante o incêndio”, disse.

Logo nos primeiros dias da queimada, uma equipe do Corpo de Bombeiros visitou algumas propriedades que ficam nas proximidades da área queimada. De acordo com o capitão Moacyr de Paula, a corporação agora instrui os moradores para construir aceiros.

“Visitamos algumas propriedades rurais que ficam nas proximidades da área do incêndio. Nós instruímos os produtores a fazerem os aceiros, uma barreira natural que evitará o avanço do fogo para as propriedades”, destacou.

Ainda durante a semana, o Corpo de Bombeiros também chegou a fazer um sobrevoo pelas áreas mais afetadas dentro da região restrita.

Pelas imagens encaminhadas ao G1, é possível notar a fumaça que ainda encobre a reserva por causa das chamas. Diariamente, há sete bombeiros trabalhando em solo para frear o incêndio.

A queimada, que também atinge os assentamentos Margarida Alves e Palmares, bem como áreas pertencentes à produtores rurais, se aproxima da nascente do Rio São Domingos.

O local é fonte de água da cidade de Nova União. Nas extremidades da nascente, há espécies de animais em risco, inclusive onças, veados e cachorros do mato. No local, também se concentram cachoeiras. A Polícia Civil continua com os trabalhos de investigação.

O que se sabe sobre o incêndio:

  • Já dura quase 10 dias
  • Mais de três mil hectares de área já foram devastadas, equivalente a 30% de terra
  • Chamas se estendem à nascente do Rio São Domingos
  • Animais foram encontrados mortos
  • Corpo de Bombeiros atua no local para conter as chamas com sete bombeiros diariamente
  • Produtores rurais recebem instrução para montagem de aceiros
  • Chamas já destruíram mais de 35 propriedades rurais
Mirante da Serra

Outro incêndio atingiu uma área de mata e algumas propriedades rurais na tarde do último sábado (15). Segundo o Corpo de Bombeiros, moradores tiveram que sair às pressas das residências devido a fumaça.

Apesar do susto, nenhuma casa foi atingida. As chamas ainda destruíram uma plantação de bananeiras.

Queimadas em Rondônia

O incêndio de grandes proporções em Nova União se soma aos quase oito mil focos de incêndios registrados em Rondônia na tarde desta segunda.

Conforme levantamento do banco de dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o estado ultrapassou o Pará, alcançando o terceiro lugar das regiões que mais queimam no país.

Durante o último fim de semana, Rondônia chegou a ficar em segundo lugar no ranking estadual. Porém, Amazonas conseguiu ultrapassar o estado com 13 focos de incêndio a mais.

Fonte: G1

Deixe um comentário