Rede de Sementes do Xingu busca mais sustentabilidade e autonomia

A maior rede de sementes nativas do Brasil inicia uma nova fase e procura parceria para elaboração de um plano de negócios

A muvuca de sementes é o carro chefe da Rede. Em 11 anos foram comercializadas 220 toneladas de sementes|Tui Anandi-ISA

São mais de 560 coletores, entre indígenas, agricultores familiares e urbanos, 220 toneladas de sementes nativas coletadas de mais de 200 espécies. Com 11 anos de história, a Rede de Sementes do Xingu, que atua nas bacias do Xingu e Araguaia, se consolidou como a maior rede de sementes nativas do Brasil. [Saiba mais]

Agora, a Rede encara o desafio de elaborar seu novo plano de negócio. Com o apoio da organização Partnership for Forests (P4F), lança hoje (19), edital para contratar uma consultoria para o trabalho.

Acesse aqui o edital em inglês e veja no box abaixo os documentos de apoio para inscrição.

Fonte: ISA

Deixe um comentário