Minas mapeará produtores rurais afetados por rompimento de barragem

O governo de Minas Gerais anunciou hoje (28) o início de um levantamento do número de produtores rurais e das áreas de atividades agropecuárias afetadas após o rompimento da barragem da mineradora Vale ocorrido na última sexta-feira (25). Dados preliminares indicam que, no caso de Brumadinho (MG), cidade onde aconteceu o rompimento, o território atingido pela lama é voltado principalmente para o plantio de hortaliças.

O mapeamento envolverá outros 19 municípios mineiros próximos ao Rio Paraopeba, localizados no trecho que pode ser alcançado pelos rejeitos. São eles: Betim, Cachoeira da Prata, Caetanópolis, Curvelo, Esmeraldas, Felixlândia, Florestal, Igarapé, Inhaúma, Juatuba, Maravilhas, Mário Campos, Papagaios, Pará de Minas, Paraopeba, Pequi, Pompeu, São Joaquim de Bicas e São José da Varginha.

O trabalho será conduzido pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa). De acordo com nota divulgada pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-MG), que é vinculada à Seapa, estão previsas visitas aos produtores, que receberão orientações baseadas em dados das análises do solo e da água do rio.

O uso de caminhões-pipa para atender animais será avaliado. Também deverá ser realizado um levantamento dos produtores atingidos que obtiveram crédito rural recentemente. “Dependendo da necessidade, a secretaria poderá solicitar aos bancos uma prorrogação do pagamento pelos produtores rurais”, informa o comunicado da estatal.

Por: Léo Rodrigues
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Fernando Fraga

Deixe um comentário