Agricultura irrigada consome mais da metade da água usada no país

O consumo de água no Brasil deve crescer 24% até o ano de 2030 superando a marca de 2,5 milhões de litros por segundo.

Cem anos antes – de 2030 -, em 1931, o Brasil só consumia 6% deste total. O dado está no estudo da ANA, a Agência Nacional de Águas, que traça um panorama das demandas pelos recursos hídricos em todos os municípios do país.

A agricultura irrigada gasta mais da metade da água retirada do meio ambiente, 52% do total, que é de cerca de 2 milhões de litros por segundo.

A água para abastecimento urbano vem em segundo lugar, com 23% do total de água consumida no país.

Em seguida vem a indústria, que consome 9% da água retirada do meio ambiente.

O estudo avalia que todos os tipos de uso vão demandar mais água nos próximos anos, com exceção do abastecimento humano rural, que deve cair por causa da redução da população no meio rural.

O estudo da Agência Nacional de Águas ainda lista os dez municípios brasileiros que mais usam água.

As maiores consumidoras são as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, com uso predominante voltado para o abastecimento humano.

Em terceiro lugar está o município de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, que consome a maior parte da água para a agricultura irrigada.

Os demais sete dos dez municípios que mais consomem água usam a maior parte na irrigação.

A agência ainda contabiliza a evaporação líquida em reservatórios artificiais, como hidrelétricas e açudes.

Segundo dados de 2017, a evaporação desses reservatórios era aproximadamente 35% maior do que o retirado para abastecimento urbano.

A evaporação só não é maior que o consumo de água pela irrigação.

Ouça o áudio aqui.

Por: Lucas Pordeus León
Fonte: Radioagência Nacional

Deixe um comentário