Falta de energia afeta 200 mil pessoas no Amazonas

No Amazonas, cerca de 200 mil pessoas estão sem energia elétrica nas cidades de Iranduba, a 37 quilômetros (km) de Manaus, e Manacapuru, a 103 km da capital.

A Prefeitura de Manacapuru anunciou a locação de geradores de energia e carros pipa, já que o bombeamento de água na cidade também ficou prejudicado. O prefeito, Beto D´Ângelo, também pediu apoio do governo estadual para garantir a segurança na cidade.

“Acreditamos que mesmo diante da dificuldade, das adversidades, as instituições estão aqui presentes pra a gente dar resposta”, afirmou o prefeito.

O fotógrafo Edmar Barros conta que o comércio nas duas cidades está muito prejudicado. Vários alimentos perecíveis tiveram de ser jogados no lixo e o prejuízo dos comerciantes é grande.

“A situação pior ainda é que nessa época aqui na região amazônia o calor é extremo. Algumas pessoas estão dormindo na rua. Tiram o colchão da casa e botam pra fora a rede e tentam dormir porque está sem condições”, conta Barros.

Órgãos de defesa do consumidor, como o Procon e a Defensoria Pública do Amazonas, acompanham a situação em Iranduba e Manacapuru.

Representantes desses órgãos estiveram nessa segunda com a diretoria da empresa Amazonas Energia, responsável pela distribuição de energia na região.

A empresa anunciou a contratação de mergulhadores para verificar o problema no cabo de energia subaquático. Outra medida tomada foi o envio de geradores para as cidades afetadas e a ativação de uma usina termelétrica para garantir o abastecimento de hospitais.

Por: Juliana Cézar Nunes
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Liliane Farias

Deixe um comentário