Sebastião Salgado faz campanha em defesa dos povos indígenas e Funai propõe que fotográfo faça leilão de suas obras

Petição teve grande atenção e recebeu assinatura de pessoas famosas como Caetano Veloso, Gisele Bündchen, Meryl Streep, Brad Pitt e a cantora Madonna

Após a grande repercussão de uma petição online criada pelo fotógrafo brasileiro Sebastião salgado e sua esposa Lélia Wanick pedindo ação imediata para proteger os povos indígenas diante do perigo de contaminação do novo coronavírus, a Fundação Nacional do Índio (Funai) propôs que o fotógrafo leiloasse 15 obras que estava em posse do órgão.

O blog de Matheus Leitão publicou uma foto que mostra que as obras que foram doadas por Sebastião Salgado há dois anos já começaram a ser retiradas do prédio da Funai. O órgão indigenista sugere ainda que o valor seja doado para a campanha Campanha Empresa Solidária, da própria Funai.

O acervo, segundo o site do governo, é fruto do trabalho realizado pelo fotógrafo, em parceria com a Funai, junto ao povo Korubo do Vale do Javari (AM), no ano de 2017 e está estimado em quase 1 milhão de reais.

A petição foi lançada no dia 3 e já conta com mais de 200 mil assinaturas, dentre elas alguns nomes famosos, como o cientista Carlos Nobre, o cantor Caetano Veloso, a modelo Gisele Bündchenm, a atriz americana Meryl Streep, o ator americano Brad Pitt, a cantora Madonna, o cantor Chico Buarque e o príncipe Albert 2º, de Mônaco.

Os povos indígenas sofrem com incêndios florestais, com a perseguição contra seus líderes e com o garimpo e o desmatamento ilegal dentro de suas terras. Segundo o manifesto “essas operações ilícitas se aceleraram nas últimas semanas, porque as autoridades brasileiras responsáveis pelo resguardo dessas áreas foram imobilizadas pela pandemia. Sem nenhuma proteção contra esse vírus altamente contagioso, os índios sofrem um risco real de genocídio, por meio de contaminações provocadas por invasores ilegais em suas terras.

Saiba mais: Sebastião Salgado mobiliza mais de 200 mil assinaturas em defesa dos indígenas contra o coronavírus

Fonte: Amazônia.org.br

Deixe um comentário