Governo demite responsável por divulgar dados sobre o desmatamento

Após divulgação de recorde nas taxas de desmatamento da Amazônia no mês de junho de 2020 pelo Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (Inpe), o governo decidiu tomar medidas: demitir a pessoa responsável pela divulgação e monitoramento do desmatamento.

Lubia Vinha, coordenadora-geral de Observação da Terra do INPE foi exonerada nesta segunda-feira (13). Ela trabalhava na área que tinha como uma das atribuições o monitoramento da devastação da Amazônia por meio do sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter), que orienta equipes de fiscalização para indicar onde acontecem atividades ilegais.

Assinada pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, a exoneração foi publicada na edição desta segunda-feira do Diário Oficial da União.

Na sexta-feira, os dados divulgados apontavam que o desmatamento ainda estava seguindo a tendência de alta dos meses anteriores. Só no mês de junho a Amazônia perdeu 1.034,4 quilômetros quadrados. Uma alta de 10,65% em relação ao mesmo mês no ano anterior, quando foram desmatados 934,81 km². Somando os seis primeiros meses a Amazônia teve 3 mil km² de desflorestação, 26% mais do que o ano passado. Este foi o pior resultado para o primeiro semestre da última década.

Fonte: Amazônia.org.br

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.