Sucessor de Homero no ICMBio pode ser indicação ruralista

Quem sucederá Homero? Na última sexta-feira (21), como ((o))eco adiantou na véspera, o Coronel Homero Cerqueira foi exonerado pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e deixou vaga a presidência do ICMBio. Desde então, começaram as especulações sobre quem poderá ocupar o lugar do coronel, que estava desde abril de 2019 no cargo. O modus operandis desse governo, no que diz respeito a cargos de chefia, leva a crer que pode vir um militar, mas a apreensão maior é pela possibilidade de que venha aí uma indicação política do ruralista Nabhan Garcia, secretário especial de Assuntos Fundiários. Tudo especulação até o momento, que fique claro, mas o suficiente para deixar ambientalistas aflitos. “Seria o apocalipse final”, comentou uma fonte ouvida por ((o))eco sobre essa possibilidade. Nabhan esteve com Salles na última – e polêmica – visita do ministro ao Pantanal, na qual se reuniu com fazendeiros que criticaram ONGs e a conservação ambiental.

Enquanto o Armagedom não chega, o Diretor de Planejamento, Administração e Logística do ICMBio, Fernando Cesar Lorencini atual substituto, também é cotado para assumir a presidência. Outro nome do ICMBio, Marcos Aurélio Venancio, diretor de Pesquisa, Avaliação e Monitoramento da Biodiversidade, também seria uma possibilidade. Nomes como o Coronel Rabelo, do Instituto Pantaneiro, e André Germanos, atual Secretário de Ecoturismo, também foram levantados nos corredores, mas parecem improváveis.

Por: Duda Menegassi
Fonte: O Eco

Deixe um comentário