Operação da PF mira garimpo em terra indígena de RO e destrói equipamentos para extração de diamantes

Operação da PF mira garimpo em terra indígena de RO e destrói equipamentos para extração de diamantes

Ponte construída para transporte de madeira foi destruída em terra indígena.  — Foto: PF/Divulgação
Ponte construída para transporte de madeira foi destruída em terra indígena. — Foto: PF/Divulgação

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta semana a Operação Iratus contra atividades ilegais de garimpo na terra indígena Parque Aripuanã, em Vilhena (RO). Segundo a corporação, equipamentos usados para extração de minérios, diamantes e madeira foram destruídos. Não há presos.

Uma ponte construída sobre o Rio Roosevelt feita para transportar a madeira da reserva foi implodida.

Os trabalhos tiveram o apoio de pelo menos 30 policiais federais, além de equipes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Corpo de Bombeiros. Os agentes, conforme a corporação, precisaram se deslocar à região por dois helicópteros, já que a área é de difícil acesso.

As investigações começaram em julho deste ano, segundo a PF, após a prisão em flagrante de um suspeito que fazia o transporte da madeira extraída da terra indígena.

Operação da PF ocorreu em conjunto com Ibama e Corpo de Bombeiros.  — Foto: PF/Divulgação
Operação da PF ocorreu em conjunto com Ibama e Corpo de Bombeiros. — Foto: PF/Divulgação
Operação contra garimpo e extração ilegal de madeira ocorreu nesta semana em terra indígena de Rondônia.  — Foto: PF/Divulgação
Operação contra garimpo e extração ilegal de madeira ocorreu nesta semana em terra indígena de Rondônia. — Foto: PF/Divulgação
Operação que mirou em garimpo ilegal em terra indígena de Rondônia ocorreu nesta semana.  — Foto: PF/Divulgação
Operação que mirou em garimpo ilegal em terra indígena de Rondônia ocorreu nesta semana. — Foto: PF/Divulgação

Fonte: G1

Deixe um comentário