Prefeito de Redenção nega que esteja fugindo da PF

Em contato com o DIÁRIO, o prefeito de Redenção, Wagner Fontes (PTB), desmentiu as denúncias de seu vice, o advogado Gervásio Camilo (PSDB), de que estaria ausente do município para não ser preso pela Polícia Federal (PF), que teria aberto dois inquéritos para apurar supostas irregularidades na administração municipal. Uma matéria sobre o assunto foi publicada na edição de ontem do DIÁRIO DO PARÁ.

De acordo com Wagner, as denúncias são inverídicas e partiram de um grupo ligado a Gervásio Camilo que, junto com pessoas ligadas ao seu antecessor, tentam desestabilizar o seu governo com denúncias infundadas. “Isso se trata de uma forte ação que há tempos o vice-prefeito e outras pessoas ligadas a ele vêm fazendo para tentar assumir a prefeitura”, disse Fontes, que garantiu que, até o momento, não existe nada contra ele.

Wagner Fontes se colocou à disposição dos órgãos competentes para quaisquer esclarecimentos. “Eu entendo que quem tem cargos públicos está sujeito a isso”, ressaltou, acrescentando que a prefeitura é fiscalizada diuturnamente.

Procurado pela reportagem, o delegado Marcelo Seiller, da PF, disse que desconhece qualquer assunto nesse sentido e que não está de posse de nenhum mandado de prisão contra Wagner Fontes.

Fonte: Diário do Pará

Deixe um comentário