Amazonas vai receber R$ 970 mil para atendimento médico a imigrantes haitianos

O Ministério da Saúde liberou ontem (23) R$ 970 mil para o atendimento médico de imigrantes haitianos na rede pública no estado do Amazonas. Os recursos vão custear exames em hospitais, serviços de odontologia, compra de remédios e emergências pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu, 192). O objetivo é ajudar a secretaria estadual de Saúde a avaliar as condições de saúde dos haitianos que cruzaram a fronteira.

O valor será repassado ao Fundo de Saúde do Amazonas em seis parcelas de R$ 161,7 mil. No início do ano, o ministério já havia feito a transferência R$ 1,3 milhão para o Acre também para assistência de saúde aos imigrantes haitianos.

Em janeiro, o governo brasileiro anunciou a regularização de cerca de 4 mil haitianos que entraram pelo Acre e pelo Amazonas fugindo da pobreza em seu país, que ainda luta para se recuperar dos estragos provocados por um terremoto em 2010.

Uma resolução do Conselho Nacional de Imigração, ligado ao Ministério do Trabalho, passou a limitar a entrada de haitianos a 1,2 mil por ano. O imigrante irá receber visto por razão humanitária pelo prazo de cinco anos. Para obter o documento, terá que comprovar, por exemplo, que não tem pendências criminais com o governo de seu país, nem é procurado internacionalmente.

Por: Carolina Pimentel
Fonte: Agência Brasil- EBC
Edição: Nádia Franco

Deixe um comentário