MST diz que vai manter a ocupação no Ministério do Desenvolvimento Agrário

Os integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) que ocupam a sede do Ministério do Desenvolvimento Agrário desde a manhã de hoje (16) vão permanecer acampados no prédio até hoje (17), independentemente da decisão da Justiça de acatar ou não o pedido de liminar para reintegração de posse, feito pelo governo. O MST quer que o governo para tomar medidas que acelerarão a reforma agrária.

Os sem-terra invadiram a sede do MDA no início da manhã e impediram que os servidores entrassem no prédio, que fica na Esplanada dos Ministérios. Funcionários dos ministérios do Esporte e das Cidades, além da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, que funcionam no mesmo prédio, também foram impedidos de trabalhar.

Em nota, o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, afirmou que só negociará com os manifestante após a desocupação. Amanhã, os sem-terra vão marchar até o Supremo Tribunal Federal (STF), na Praça dos Três Poderes, para promover uma manifestação pelos 16 anos do Massacre de Eldorado dos Carajás, quando 19 camponeses foram mortos em uma ação da Polícia Militar do Pará para desobstruir a BR-155, ocupada pelos manifestantes.

Fonte: Agência Brasil – EBC

Deixe um comentário