Rondônia quer recuperar produção

Rondônia, o segundo maior produtor brasileiro de café conilon, tenta recuperar a cultura, que chegou a render mais de 4 milhões de sacas nas décadas de 1980 e 1990. Por falta de investimento em tecnologia nos últimos anos, o Estado deve produzir na safra 2012/13 cerca de 1,4 milhão de sacas, segundo a Secretaria Estadual de Agricultura.

O resultado deve ser semelhante ao da temporada anterior, mas 40,2% menor que o do ciclo 2010/11, de 2,34 milhões de sacas. Cerca de 20% da colheita, que no Estado começa em abril e termina em junho, já foi finalizada.

Anselmo de Jesus, secretário de Agricultura, acredita que o Estado pode ter participação maior na produção do robusta com investimentos tecnológicos. Segundo ele, hoje é praticamente impossível cultivar mudas porque não existe variedade desenvolvida para o Estado.

Em maio, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) deve apresentar o primeiro clone registrado em Rondônia. Os planos incluem a formação de áreas para multiplicar os clones e a instalação de uma biofábrica para a produção de mudas a partir dos tecidos da planta. O Estado busca recursos com algumas instituições para implementar os projetos.

Fonte: Valor Econômico

Deixe um comentário