Amazônia pode ter redução nas queimadas em 2012, afirma a Nasa

Pesquisa mostrou que o clima influencia muito mais nas queimadas do que se imagina.

Uma nova metodologia de previsão, desenvolvida em 2011 por pesquisadores da agência espacial americana (Nasa), revelou que as queimadas na Amazônia em 2012 deverão ser menos intensas em comparação aos anos anteriores, devido à redução das temperaturas do mar Pacífico Central e do Atlântico Norte.

Uma pesquisa publicada na revista Science mostrou que o clima influencia muito mais nas queimadas do que se imaginava.

Foram monitoradas dez regiões do Brasil, Bolívia e Peru, com nove meses de antecedência. Segundo Douglas Morton, pesquisador do departamento de ciências biosféricas da Nasa, foi a primeira vez que o modelo foi utilizado para prever queimadas.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que monitora as queimadas em todos os biomas do Brasil, desde 1º de janeiro até 11 de maio, a Amazônia registrou 2.338 focos de incêndio.

Em todo o país, já foram registrados 9.299 pontos de queimada, número que é 82% maior que no mesmo período do ano passado, apontou o Inpe.

Fonte: EcoD
Com informações do G1 

Deixe um comentário