Empresário do PSB tem larga vantagem

O empresário Mauro Mendes (PSB) tem ampla vantagem sobre os adversários na eleição para a Prefeitura de Cuiabá e estaria eleito no primeiro turno, diz pesquisa do instituto Mark divulgada ontem pelo portal “RDNews”. Segundo a sondagem estimulada, em que é mostrada lista com todos candidatos, Mendes receberia 47,1% dos votos, contra 13,3% do deputado federal Guilherme Maluf (PSDB), que está em empate técnico com vereador Lúdio Cabral (PT), que tem 10,4%.

Em terceiro lugar estão o ex-secretário de Comunicação de Cuiabá Carlos Brito (PSD) e o Procurador Mauro Lara (PSOL), ambos com 7,5%. Os votos brancos e nulos representam 9,4%, igual número dos que se disseram indecisos ou que não quiseram responder. O resultado deixaria Mendes com mais de 50% dos votos válidos no primeiro turno. O atual prefeito, Chico Galindo (PTB), que poderia tentar a reeleição, desistiu devido a má avaliação de seu governo.

A pesquisa ouviu 586 eleitores nos dias 7 e 8, está registrada sob o número MT-00069/2012 e tem margem de erro de 4,5 pontos percentuais para mais ou para menos. Na sondagem anterior, feita pelo mesmo instituto nos dias 27 e 28 de junho, Mauro Mendes tinha 43%, contra 10% de Maluf e 9% de Lúdio Cabral. Todos os outros candidatos juntos não alcançavam 8%.

Mendes, que perdeu a eleição para a Prefeitura de Cuiabá em 2008 e para o governo de Mato Grosso em 2010, figura na frente também na pesquisa espontânea. Questionados sobre em quem votariam este ano, 23,2% dos entrevistados apontam o pessebista como seu candidato, contra 8,5% de Maluf, 5,5% de Cabral, 4,4% de Brito e 2% do Procurador Mauro. O número de indecisos ainda é grande, porém: 52,2%.

A pesquisa sobre a rejeição aos candidatos também dá vantagem ao empresário. Mesmo mais conhecido dos eleitores, apenas 5,5% dizem que não votariam de jeito nenhum nele. O candidato mais rejeitado é sindicalista Adolfo Grassi (PPL), com 17,1%.

Além das pesquisas de intenção de voto, o empresário também é líder nacional no mercado de torres para telecomunicações. Mendes é dono da Bimetal, empresa com faturamento na casa dos R$ 200 milhões por ano. Ele é um dos candidatos mais rico destas eleições, com R$ 116, 8 milhões.

Por Raphael Di Cunto
Fonte: Valor Econômico

Deixe um comentário