Prefeitura de Manaus é disputada por nove candidatos

Nove candidatos disputam a prefeitura de Manaus nas eleições de outubro: a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB), o ex-senador Arthur Virgílio (PSDB), que adotou na campanha o nome de Artur Neto, Serafim Correa (PSB), Pauderney Avelino (DEM), Henrique Oliveira (PR), Luiz Navarro (PCB), Sabino Castelo Branco (PTB), Jerônimo Maranhão (PMN) e Herbert Amazonas (PSTU). Há 882 candidatos às 41 cadeiras na Câmara Municipal.

O novo prefeito de Manaus terá como atribuição administrar um município com população de aproximadamente 1,8 milhão de habitantes, segundo o Censo 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Manaus é também o maior colégio eleitoral do Amazonas e a única cidade com possibilidade de segundo turno no estado, por ter mais de 200 mil habitantes. Dos cerca de 1,2 milhão de eleitores da capital, pouco mais de 600 mil são mulheres, o que representa 54% dos votos. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, os eleitores com idade entre 25 e 34 anos são maioria.

O município tem como principais atividades econômicas a indústria, concentrada no Polo Industrial, e as atividades de comércio e serviços. Segundo dados do Censo 2010, estão instaladas em Manaus mais de 25 mil empresas que empregam mais de 500 mil pessoas.

Os dois setores foram os que mais contribuíram para a formação do Produto Interno Bruto (PIB) do município em 2009, conforme apuração do IBGE, R$ 40,4 bilhões. Deste valor, R$ 15, 9 bilhões são provenientes da indústria e R$ 16,9 bilhões do setor de comércio e serviços. O restante é atribuído à atividade agropecuária e a outros setores.

De acordo com o Censo 2010, as receitas municipais superaram os gastos correntes naquele ano. Enquanto a arrecadação somou R$ 1,9 bilhão, as despesas orçamentárias empenhadas passaram de R$ 1,6 bilhão. O município recebeu ainda R$ 161, 5 milhões do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Por: Luciana Lima
Fonte: Agência Brasil -EBC
Edição: Talita Cavalcante

Deixe um comentário