Relatório de fiscalização do TCU aponta irregularidades graves em portos no Amazonas

O Tribunal de Contas da União (TCU) constatou irregularidades em construções de 15 terminais fluviais na Região Norte. No Amazonas, quatro obras de construção de terminais portuários nos municípios de Alvarães, Anamã, Anori e Barcelos foram constatados sobrepreço decorrente de preços excessivos frente ao mercado

Porto de Manacapuru (AM) apresentou problemas e desabou (Adauto Silva )

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou nesta terça-feira (30), o relatório de fiscalização de obras públicas realizadas em 2012 e constatou que em 22 delas existem indícios de irregularidades graves (IG-P) que podem ter os recursos bloqueados no Orçamento da União do próximo ano.

No Amazonas, quatro obras de construção de terminais portuários nos municípios de Alvarães, Anamã, Anori e Barcelos foram constatados sobrepreço decorrente de preços excessivos frente ao mercado.

O TCU constatou irregularidades em construções de 15 terminais fluviais na Região Norte, mas essas obras não tiveram recomendação de paralisação nem suspensão de verbas pelo TCU. Os problemas mais encontrados foram superfaturamento, adiantamento de pagamentos e fiscalização ou supervisão deficiente.

PREÇOS ELEVADOS

Segundo o relatório consolidado de obras 2012, há serviços com preços bem acima dos valores de mercado, especialmente os relacionados à aquisição, beneficiamento e tratamento de pintura de elementos navais.

Deixe um comentário